Viver de Renda
Home Agronegócio Índia amplia restrições às exportações de açúcar para amenizar preços locais

Índia amplia restrições às exportações de açúcar para amenizar preços locais

Na última temporada, que terminou em 30 de setembro, a Índia permitiu que as usinas exportassem apenas 6,2 milhões de toneladas métricas de açúcar

por Reuters
0 comentário
Açúcar

A Índia estendeu nesta quarta-feira sua restrição às exportações de açúcar para além de outubro, já que o segundo maior produtor do mundo tenta reduzir os preços domésticos aumentando a oferta antes das eleições estaduais.

A restrição da Índia às exportações provavelmente influenciará os preços de referência em Nova York e Londres, onde os mercados já estão sendo negociados em torno de máximas de vários anos, provocando temores de mais inflação nos preços dos alimentos em todo o mundo.

A exportação de açúcar bruto, açúcar branco, açúcar refinado e açúcar orgânico sob alguns códigos será restringida além de outubro, de acordo com uma notificação emitida na quarta-feira pela Diretoria Geral de Comércio Exterior (DGFT).

Viver de Renda

As restrições à exportação de açúcar da Índia estão em vigor há dois anos. Durante esse período, a Índia alocou cotas de exportação para as usinas.

Na última temporada, que terminou em 30 de setembro, a Índia permitiu que as usinas exportassem apenas 6,2 milhões de toneladas métricas de açúcar, depois de permitir que vendessem um recorde de 11,1 milhões de toneladas em 2021/22.

Fontes do governo disseram à Reuters em agosto que o país do sul da Ásia proibiria as usinas de exportar açúcar na temporada que começa em outubro, interrompendo os embarques pela primeira vez em sete anos, já que a falta de chuva reduziu a produção de cana.

“A restrição à exportação era esperada. Em vez do limite usual de um ano, desta vez o governo impôs uma restrição indefinida às exportações”, disse um negociante de Mumbai de uma casa de comércio global.

“É improvável que o governo aloque cotas de exportação este ano, pois seu objetivo é reduzir os preços antes das eleições.”

Cinco estados indianos elegerão novas legislaturas no próximo mês, dando início a um processo de eleições regionais antes das eleições nacionais previstas para o próximo ano.

A Índia surpreendeu os compradores ao impor a proibição das exportações de arroz branco não-basmati, amplamente consumido, em julho, após a proibição das exportações de arroz quebrado no ano passado. Nova Délhi também impôs uma tarifa de 40% sobre as exportações de cebolas.

Os preços do açúcar na Índia estão próximos dos mais altos em mais de sete anos e a previsão é de que a produção caia 3,3%, para 31,7 milhões de toneladas em 2023/24, devido às chuvas de monções irregulares nos principais Estados produtores de cana, Maharashtra e Karnataka.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.