Home Mercados Índice europeu STOXX 600 fecha em máxima recorde com impulso de balanços corporativos

Índice europeu STOXX 600 fecha em máxima recorde com impulso de balanços corporativos

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,34%, a 515,77 pontos, atingindo um recorde, ampliando o salto de mais de 1% registrado

por Reuters
0 comentário

O principal índice da Europa encerrou esta quarta-feira em máxima recorde, com os investidores comemorando balanços fortes de empresas como a fabricante de cerveja Anheuser-Busch Inbev e a alemã Siemens Energy, enquanto refletiam sobre o possível cronograma de cortes nas taxas de juros pelos principais banco centrais.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,34%, a 515,77 pontos, atingindo um recorde, ampliando o salto de mais de 1% registrado na terça-feira.

As ações industriais impulsionaram o índice principal depois que a Siemens Energy elevou sua perspectiva para 2024 e anunciou resultado do segundo trimestre acima do esperado. As ações da fabricante de equipamentos de energia subiram 4,7%, liderando os ganhos do índice de referência alemão.

A Anheuser-Busch Inbev avançou 5,6% depois de registrar balanço do primeiro trimestre acima do consenso e confirmar sua perspectiva para 2024. A maior fabricante de cerveja do mundo deu o maior impulso para o setor de alimentos e bebidas do STOXX 600, que subiu 1,6% para liderar os avanços setoriais.

O crescimento econômico melhor do que o esperado na China e na Europa e os possíveis cortes nos juros pelo Banco Central Europeu (BCE) sugerem uma maior recuperação dos balanços nos próximos trimestres, escreveram analistas do Deutsche Bank.

O membro belga do BCE, Pierre Wunsch, disse que o banco central pode prosseguir com cortes na taxa de depósito este ano, mas precisa repensar a forma como prevê a inflação e define a política monetária com base nessas projeções.

Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,49%, a 8.354,05 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,37%, a 18.498,38 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,69%, a 8.131,41 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,27%, a 34.151,41 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,65%, a 11.153,00 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 0,15%, a 6.726,20 pontos.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.