Home Mercados Índice Nikkei do Japão fecha em alta de 0,92%

Índice Nikkei do Japão fecha em alta de 0,92%

O Nikkei subiu 0,92%, para 39.038,16 pontos, seu nível de fechamento mais alto desde 23 de maio

por Reuters
0 comentário

O índice acionário Nikkei do Japão fechou em alta nesta segunda-feira, com as ações relacionadas à exportação avançando devido ao enfraquecimento do iene após dados de empregos dos Estados Unidos mais fortes do que o esperado, enquanto um aumento nos rendimentos domésticos impulsionou as ações financeiras.

O Nikkei subiu 0,92%, para 39.038,16 pontos, seu nível de fechamento mais alto desde 23 de maio.

A surpresa para cima na criação de vagas de emprego nos EUA gerou preocupações de que o Federal Reserve pode esperar mais tempo para cortar a taxa de juros, estimulando uma recuperação do dólar.

O dólar (USDBRL) foi negociado em torno de 157,07 ienes durante a sessão, sustentando ações relacionadas a exportações, incluindo a Toyota Motor, com alta de 1,7%, que tende a se beneficiar de uma moeda doméstica mais fraca.

No dia, as ações dos setores de seguros e bancário subiram, com a Dai-ichi Life Holdings ganhando 3,6% e liderando o grupo, já que os rendimentos dos títulos do governo japonês acompanharam a alta dos Treasuries após o relatório de empregos.

As negociações foram fracas na Ásia nesta semana, com os mercados fechados na Austrália, China, Hong Kong e Taiwan devido a feriados.

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,92%, a 39.038 pontos.

Em Hong kong, o índice HANG SENG permaneceu fechado.

Em Xangai, o índice SSEC não abriu.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, não teve operações.

Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,79%, a 2.701 pontos.

Em Taiwan, o índice TAIEX ficou fechado.

Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,26%, a 3.322 pontos.

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 não abriu.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.