Todos nós sabemos o momento ruim pelo qual atravessa a economia do país. Diante desse quadro de recessão, o presidente Temer anunciou algumas medidas para tentar reaquecer a economia brasileira.

No entanto, o anúncio sobre uma das medidas surpreendeu uma grande parcela da população. Foi aberto um leque de oportunidades que poderá “realizar o sonho” daqueles que buscam resgatar seus recursos de uma aplicação que nos traz um retorno historicamente muito ruim.

A ideia da equipe econômica é que o trabalhador utilize o dinheiro para quitar dívidas ou consumir, introduzindo alguns bilhões de reais à economia.

Por outro lado, para aqueles que não precisam “gastar” seus recursos com nenhum dos dois, nós da Rico.com.vc recomendamos que você resgate esse dinheiro e realize aplicações que tragam retornos vantajosos.

Esse valor poderá ser usado para realizar alguns objetivos, de curto ou longo prazo, a depender das necessidades de cada um.

Aplicativo gratuito recomendado: Controle suas finanças na palma da mão com o Dinheirama Organizze

A medida anunciada

Os trabalhadores poderão resgatar todo o dinheiro que possuem em contas inativas do FGTS.

O saldo dessa conta é o dinheiro proveniente de algum pedido de demissão feito pelo trabalhador para a empresa que trabalhava, até o dia 31/12/2015. A conta (ou as contas, se houver mais de uma) é considerada inativa se ficou pelo menos três anos sem receber depósitos.

Vale aqui mencionar que o valor depositado pelo emprego atual do trabalhador não entra nessa conta. Para consultar seu saldo, clique aqui e siga as instruções do próprio site do FGTS.

Com essa iniciativa informada, o cidadão terá que esperar pela resolução que deverá ser definida em fevereiro do ano que vem e a partir de então ficará mais claro sobre a data e a forma de resgate dos recursos.

A perspectiva é que o trabalhador poderá sacar o valor a partir do seu aniversário em 2017.

Havia uma perspectiva de que o valor máximo de resgate seria R$1 mil reais, mas esse número não se confirmou e o presidente Temer informou que poderá ser todo o valor no fundo referente a trabalhos anteriores.

Leitura recomendada: 5 dicas sobre o que fazer ao receber uma quantia maior em dinheiro

Rentabilidade do FGTS

Para aqueles que não conhecem o rendimento dos recursos depositados no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o famoso FGTS, ele rende 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR) no período.

A TR para quem não conhece é uma taxa implementada no governo Collor mas pouco utilizada atualmente.

Com a nova medida anunciada, o FGTS poderá trazer uma rentabilidade próxima da poupança, rendendo entre 5% e 6% ao ano somada a TR.

Mas vamos aqui a alguns exemplos comparativos de rentabilidade do FGTS e dos títulos do Tesouro nos últimos anos.

Se levarmos em consideração a rentabilidade da TR nos últimos 10 anos, no melhor deles, em 2016,  a taxa acumulou 2,01%  e no pior, em 2013, apresentou a pífia rentabilidade de 0,19%.

Se somarmos o total do rendimento nestes anos especificamente, o FGTS rendeu 5,0% em 2016 e 3,2% em 2013. Acumulando o retorno desses últimos 10 anos, teríamos uma base de menos de 50%.

Por outro lado, para os investidores que destinaram seus recursos aos títulos do Tesouro Selic, aquele que acompanha a variação da taxa de juros do país, o retorno acumulado foi de quase 190%.

Plataforma recomendada: Rico, a sua plataforma de investimentos completa, ágil e segura

Levantei alguns valores para especificar melhor

Se o trabalhador tivesse R$5 mil ao final de 2006 no FGTS, atualmente este valor estaria em pouco mais de R$7,4 mil. No lado dos títulos do Tesouro Selic, com o mesmo valor aplicado o investidor teria atualmente R$14,4 mil, quase o dobro do valor.

Agora façamos aqui um estudo em relação aos últimos 3 anos. O trabalhador que manteve seus recursos no FGTS teve um retorno de 14,3% enquanto se tivesse nos títulos públicos, teria acumulado 44%.

Isso só comprova que o valor retido no FGTS é uma das piores “aplicações” no país atualmente e deverá continuar sendo mesmo com a perspectiva de mudança na rentabilidade.

Conclusão

Depois de ver todos esse números, ainda pergunto: o que você prefere: deixar seu dinheiro no FGTS ou retirar ele e realizar uma aplicação de verdade?

Então já iniciamos aqui uma campanha: RESGATE SEU FGTS E APLIQUE O DINHEIRO COM RENTABILIDADE.

O primeiro passo é abrir uma conta gratuita numa corretora de valores independente, como é o caso da Rico.com.vc, e escolher (com a ajuda dos especialistas, se preferir), o melhor investimento segundo o seu perfil de investidor.

Um grande abraço e até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Rico.com.vc, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Roberto Indech
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários