Economizar uma parte de seu salário e investir é a forma ideal de alcançar seus objetivos. O ideal é investir no mínimo 10% de seus rendimentos mensais antes mesmo de gastar seus recebimentos com as obrigações do mês.

Esta é a famosa fórmula do “pague-se primeiro”, apresentada por Robert Kiyosaki, autor do best-seller “Pai Rico Pai Pobre” e também usada por diversos especialistas aqui e no mundo todo.

A fórmula é simples, mas muitas pessoas não possuem disciplina para investir todo mês, ou mesmo não possuem tempo para acompanhar o mercado e escolher qual o melhor investimento para a realização de seus sonhos.

Além disso, há uma auto-sabotagem por conta de ter que abdicar do prazer de consumir hoje para desfrutar dos investimentos no futuro.

Por isso, é muito importante saber sobre a possibilidade de optar por investimentos de forma programada.

O investimento programado (ou automatizado ou agendado) há muito tempo já é disponibilizado pela maioria dos bancos e corretoras, sendo possível investir na caderneta de poupança, CDB, fundos de investimentos, Tesouro Direto e até mesmo ações.

Em relação à programação de alguns investimentos é possível realizá-la através do próprio home banking ou sistemas home broker das corretoras. Para isso, basta selecionar qual a modalidade do investimento desejado, a data e o valor que será debitado todo mês. Há algumas modalidades que talvez exijam que você entre em contato com o gerente de sua conta.

Além dos citados investimentos em renda fixa, como poupança, CDB, Tesouro Direto e fundos de investimentos, outra modalidade de investimento muito demandada pelos bancos é a previdência privada. Esta é uma das formas mais comuns de investimento para a aposentadoria.

Adquirindo um plano de previdência privada você está adquirindo um serviço que irá gerenciar seus investimentos. Dependo da escolha efetuada, você poderá pagar menos imposto no futuro. As opções oferecidas pelas instituições financeiras são: VGBL e PGBL.

O VGBL oferece ao poupador o benefício de abater ou restituir 12% na declaração de Imposto de Renda no ano seguinte ao da aplicação. O VGBL é oferecido para quem não paga IR e ao efetuar o resgate o imposto a ser pago será apenas sobre o lucro líquido, e não sobre o total resgatado, como realizado no PGBL.

É importante verificar quais são as taxas de administração e carregamento cobradas pela instituição que você deseja iniciar suas aplicações, taxas que devem ser as mais baixas possíveis (1% para a taxa de administração e zero para a de carregamento).

A previdência privada é um exemplo mais clássico de investimento programado porque envolve muitas vezes cobranças via boletos ou mesmo descontos direto em conta corrente. Atente para as opções de títulos privados (CDB) e fundos, que também permitem o agendamento.

Outra modalidade muito interessante e de baixo risco são os títulos públicos. O Tesouro Direto disponibiliza, desde 2013, a possibilidade de compra programada de títulos públicos e o reinvestimento automático dos juros semestrais dos títulos através de diversas corretoras e bancos.

No próprio site do Tesouro Nacional você pode saber quais são os agentes de custódia (bancos e corretoras) disponíveis para que você possa comprar os títulos públicos e um ranking das taxas cobradas por essas instituições.

Sua escolha do agente de custódia deve levar em consideração a solidez da instituição, seu atendimento, equipe e profissionalismo. Não escolha apenas porque a taxa é mais baixa (ou até mesmo inexistente).

Saindo das modalidades mais simples e menos arriscadas de investimentos, em alguns bancos e corretoras é possível escolher um seleto grupo de ações para efetuar compras programadas com débito automático em conta corrente na data determinada pelo investidor.

Algumas das opções mais comuns disponíveis para compra são: PETR4, VALE5, ITUB4, CMIG4, ABEV3, NATU3, BBDC4, VIVT4. Também é possível escolher entre alguns ETFs (Fundos de Índices), tais como: BOVA11, DIVO11, PIBB11.

Investimento programado para lidar com a falta de disciplina

Assim como este investimento é destinado para quem não tem disciplina e tempo para investir, ele abrange a grande maioria dos brasileiros que desejam poupar, mas que têm dificuldades para “fazer sobrar” algum dinheiro no fim do mês.

Podemos considerar que o controle financeiro através da utilização de uma planilha de orçamento mensal ou de sistemas/aplicativos é uma raridade entre a maioria dos brasileiros.

Logo, é necessário que as pessoas criem o hábito de agendar e programar o investimento, assim o dinheiro para isso poderá ser transferido/debitado automaticamente de sua conta corrente tão logo receba o seu salário.

Como as pessoas acabam gastando todo o dinheiro que está disponível em sua conta corrente, através do investimento programado o brasileiro poderá criar um hábito de investir em busca da realização de seus sonhos.

Foto Financial graphs and charts analysis, Shutterstock.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários