Investimentos - Não se deixe levar pelo humor do mercadoEm momentos de alta de juros e queda de bolsa, quando perdem tanto os investimentos menos arriscados quanto os mais arriscados, é comum os investidores tomarem decisões em função de reações emocionais. Sei que não é fácil, ninguém gosta de perder, mas não se deixe levar pelo humor do mercado.

O mercado é imprevisível. Começamos o ano com sentimento de que o pior da crise internacional tinha ficado para trás, mas, eis que, de repente, surge o Chipre. Por aqui, a inflação não tem dado trégua, os juros no mercado futuro já estão em patamares que só esperávamos alcançar em 2014. Sempre aparecem novas variáveis e sempre aparecerão.

A oscilação do dia a dia só aumenta o nível de ansiedade e da probabilidade do investidor tomar uma decisão por impulso. Quando a confiança do investidor é diminuída, decisões são tomadas a partir de reações emocionais e raramente apresentam bons resultados.

Em vez de tentar contornar o mercado, pense no longo prazo. Se você tem um plano bem definido, basta continuar com disciplina e segui-lo. Esta é a fórmula mais adequada para alcançar o se deseja.

Querer acertar no alvo o momento de entrar ou sair dos investimentos não é a melhor forma. Conseguem gerar riqueza no longo prazo somente os investidores que são fiéis ao plano adotado. Este pode ser bem detalhado ou mais generalista, vai depender das necessidades do investidor e do capital disponível.

Tenho visto muitas carteiras, repletas de ativos, mas sem a harmonia de uma diversificação eficiente, aquela que minimiza o risco e otimiza os resultados. Com uma alocação de ativos apropriada ao horizonte de tempo, objetivos e tolerância ao risco, é mais fácil atravessar inevitáveis turbulências que cruzam o nosso caminho. Caso contrário, podemos ser abatidos pelo humor do mercado e dar passos na direção errada.

Para um plano de investimento ser bom, você deve concordar com a estratégia e estar disposto a segui-la à risca. Claro que, no decorrer do tempo, alguns ajustes são necessários, por isso, revisar uma vez por ano é recomendado. Clique aqui para ver meu vídeo sobre revisão de carteira.

Todo investimento tem risco, uns muito mais do que outros, porém sempre há risco de perder algum dinheiro, mesmo que não diretamente. Por exemplo, quem investe em poupança não vê variação negativa, mas a inflação está abocanhando todo o rendimento. Hoje, minha sugestão é para que você não realize nenhuma mudança, se ainda não for o momento de rever a estratégia, e evite alguns erros já tão estudados e conhecidos:

Não tente tolerar mais risco

Cada um tem um limite para se sentir confortável quando investe o dinheiro. Conhecer a tolerância ao risco e alocar de acordo com ela é fundamental. Não permita mudar de perfil com a variação do humor do mercado.

Mantenha uma carteira balanceada

É tentador carregar um tipo particular de investimento, especialmente quando determinada classe de ativo está indo bem, mas ao fazer isso você poderá estar dando sopa para o azar.

Não faça market-timing

Não podemos prever os movimentos de curto prazo, por isso, resista às mudanças por impulso. As chances de acertar o exato momento para entrar ou sair são muito remotas e estratégias agressivas de market-timing podem ter um impacto devastador nos resultados de longo prazo.

Muitos estudos documentam que os investidores, em geral, não possuem habilidades para gerar retornos consistentes com market-timing. Isso é estratégia para profissionais focados e especializados na gestão de ativos.

Não siga as estrelas

Ter como base o comportamento dos mercados de ontem, do mês ou do ano passado é como dirigir olhando apenas pelo retrovisor. Resultados passados são muito úteis para estimar os resultados futuros, mas não podem garanti-los.

Invista em produtos com retornos consistentes. Aproveito o espaço cedido pelo Dinheirama para convidá-lo a conhecer a lista de Fundos da Órama (clique para ver). Antes de tomar qualquer decisão precipitada, recomendo a leitura do eBook “Cenário e Investimentos para 2013”, escrito por mim e pelo macroeconomista Alvaro Bandeira. Clique aqui para baixá-lo.

Se você tiver alguma dúvida sobre como e onde investir, mande-me uma mensagem através do quadro “Fale com a Sandra” em www.orama.com.br. Bons investimentos e até a próxima.

Foto de freedigitalphotos.net.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários