O mercado de ações desperta interesse e curiosidade de muita gente, afinal muito se tem dito e conversado sobre as facilidades de investir na bolsa atualmente. Infelizmente, muita gente que optou por “experimentar” o mercado, o fez da forma errada, sem preparo ou conhecimento.

Falo de um grupo grande de investidores que ouviu falar de algumas empresas na TV ou em revistas, além do grande número de pessoas que escutou o conselho de um amigo sobre determinada compra. Para muitos, enfim, a experiência de entrar “com a cara e a coragem” acabou em frustração.

O resultado não tem sido muito satisfatório, até porque nos últimos anos o mercado recuou, não só em rentabilidade, mas também em número de investidores ativos. Aí vem a pergunta: investir em ações é para qualquer pessoa?

Arrisco-me a dizer que sim, mas a principal ressalva é a forma como essa pessoa irá fazer seus investimentos e qual será sua estratégia ao optar pelo mercado de ações. Com isso quero dizer que alinhar as expectativas pessoais à realidade do mercado é algo fundamental. Ganhar sempre é impossível; ganhar mais do que perder é possível.

Tempo e risco: você sabe o que vai encontrar?

Fatores como tempo, valor para investir e tolerância ao risco precisam ser muito bem avaliados antes, e não depois de começar a investir. Muita gente acaba optando pelo “modo aventura” ao investir e só se dá conta do perigo quando o resultado já está negativo.

Por isso, a melhor alternativa para quem quer conhecer mais de perto o mercado é ter à sua disposição as melhores informações possíveis, com análises e projeções que contribuam para a tomada de decisões, até porque com a bolsa caindo podem surgir grandes oportunidades com as ações de boas empresas em preços baixos.

Aliás, outra grande verdade em relação a bolsa é o fato de que os investidores experientes e que sabem o que fazem compram quando o mercado está em baixa, tomando como estratégia básica a saída no momento em que a situação mudar.

“Há muito tempo, Ben Graham me ensinou que “o preço é o que você paga; o valor é o que você leva”. Estejamos falando de ações ou de meias, eu gosto de comprar mercadoria de qualidade quando está barato” (Warren Buffett)

E como vamos descobrir o que está caro ou barato?

Vejamos o caso da Petrobras, uma grande empresa de um setor estratégico, que passa por turbulência devido a denúncias de má gestão e interferência direta do governo na sua política de preços. Olhando para o futuro, será que as ações da Petrobras não estão baratas?

O Conrado Navarro divulgou ontem um material legal que quero trazer também para os leitores do blog: um relatório gratuito cheio de informações (clique para download), não só da Petrobras, como também de outra grande empresa do Brasil, a Vale. O material foi criado pela Empiricus, uma casa independente de análise de ações.

O documento se chama: “Duelo de Titãs: Petro X Vale”, é gratuito e você pode fazer o download clicando aqui. Quem está decidindo se o momento de investir na bolsa chegou, também poderá baixar gratuitamente o relatório “O Ibovespa está barato? Chegou a hora de investir na Bolsa?” clicando aqui.

Quem acompanha o Dinheirama e outros sites de finanças sabe que há sempre boa informação disponível, mas é preciso se dedicar a encontrá-la e aproveitá-la. Leve tudo isso em consideração e monte a sua estratégia.

Tenha em mente que investir em bolsa pode não ser a melhor escolha para todos, mas pode ser sim uma boa pedida pra você. Obrigado e até a próxima!

Foto “Stock Market”, Shutterstock.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários