Investir no exterior: dúvidas de leitores respondidasNa semana passada publicamos o artigo “Você já pensou em investir no exterior?”, escrito pela Sandra Blanco, Consultora de Investimentos da Órama. O artigo despertou a curiosidade dos leitores, que enviaram para o Dinheirama diversas perguntas sobre o assunto.

Afinal, em um período de turbulências é sempre interessante ter a oportunidade de diversificar e conhecer mais sobre a possibilidade de investir em ativos fora do país.

Tivemos o trabalho de selecionar algumas das principais dúvidas e pedimos para a Sandra, especialista na matéria de investimentos, que as respondesse através de um vídeo exclusivo para o Dinheirama.

Veja as perguntas selecionadas:

  • “Como funciona, na prática, o investimento em fundos no exterior?” (Oswaldo Buarque, de Campinas)
  • “Quais sãos os riscos envolvidos ao investir nesse tipo de fundo?” (Natália Soares, Campos)
  • “Qual o valor mínimo para investimento e qual a taxa de administração?” (Ronaldo Bergoli, de Capivari)
  • “Em relação a rentabilidade de um fundo no exterior, o que devo levar em consideração? A recuperação dos mercado americano é algo que temos que ficar de olho?” (Luan Ribeiro, de Belo Horizonte)
  • “Algo que sempre me preocupa quando penso em investimentos é a diversificação. Sou uma pequena investidora e busca uma equação eficiente mesclando a exposição e a proteção. Com esse pensamento, como podemos definir os fundos de investimento no exterior?” (Cássia Ferrari, de Porto Alegre)

Assista ao vídeo com as respostas:

Se você quiser assistir a outros vídeos sobre o mercado, mantenha-se sempre fiel a nossas publicações Caso queira conhecer mais sobre a Órama e queira um atendimento personalizado, utilize o canal “Fale com a Sandra” clicando aqui. Conheça também a lista de fundos oferecidos pela Órama.

Ótimo final de semana e até a próxima. Foto de freedigitalphotos.net.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários