Home Economia e Política Irã: Biden diz a Netanyahu que não participaria de contra-ataque

Irã: Biden diz a Netanyahu que não participaria de contra-ataque

O Irã lançou centenas de drones e mísseis contra Israel no sábado, em resposta a um suposto ataque de Israel ao consulado iraniano na Síria

por Reuters
0 comentário

O presidente norte-americano, Joe Biden, disse ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que os Estados Unidos não participariam de nenhuma contra-ofensiva israelense contra o Irã, de acordo com relatos neste domingo da CNN e do Wall Street Journal.

O Irã lançou centenas de drones e mísseis contra Israel na noite de sábado, em resposta a um suposto ataque de Israel ao consulado iraniano na Síria, em 1º de abril.

Falando com Netanyahu na noite de sábado, Biden sugeriu que mais respostas eram desnecessárias, e altos funcionários dos EUA disseram aos seus homólogos que os Estados Unidos não participariam de uma resposta ofensiva contra o Irã, relataram a CNN e o Wall Street Journal.

John Kirby, o principal porta-voz de segurança nacional da Casa Branca, disse neste domingo ao programa “This Week” da ABC que os Estados Unidos continuarão a ajudar Israel a se defender, mas não querem a guerra com o Irã.

“Não buscamos o aumento das tensões na região. Não buscamos um conflito mais amplo”, disse Kirby.

Destruição

Uma base da Força Aérea no sul de Israel foi atingida, mas continuou a operar normalmente e uma criança de 7 anos ficou gravemente ferida por estilhaços. Não houve outros relatos de danos graves.

“Interceptamos, repelimos, juntos venceremos”, disse o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nas redes sociais antes de uma reunião do gabinete de guerra para discutir uma resposta ao ataque.

O ministro da Defesa israelense, Yoav Gallant, disse que apesar de frustrar o ataque, a campanha militar ainda não terminou e “devemos estar preparados para todos os cenários”.

O Canal 12 de TV de Israel citou um oficial israelense não identificado durante a noite dizendo que haveria uma “resposta significativa” ao ataque.

O ministro das Relações Exteriores iraniano, Amir Abdollahian, disse que Teerã informou aos Estados Unidos que seu ataque a Israel seria “limitado” e para legítima defesa.

Ele disse que os vizinhos de Israel também foram informados dos ataques planejados com 72 horas de antecedência.

Repercussão

As potências globais Rússia, China, França e Alemanha, bem como os Estados árabes Egito, Catar e Emirados Árabes Unidos, pediram moderação.

“Faremos tudo para impedir uma nova escalada”, disse o chanceler alemão, Olaf Scholz, aos jornalistas durante uma visita à China. “Só podemos alertar a todos, especialmente ao Irã, contra continuar desta forma.”

A Turquia também alertou o Irã que não deseja mais tensões na região.

A missão da República Islâmica nas Nações Unidas disse que as suas ações visavam punir “crimes israelenses”, mas que agora “considerava o assunto encerrado”.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.