Home Economia e Política Irmão da deputada Sâmia Bomfim, do PSOL, é morto a tiros no Rio

Irmão da deputada Sâmia Bomfim, do PSOL, é morto a tiros no Rio

Os médicos estavam em um quiosque na orla quando foram surpreendidos por homens armados que desceram de um carro e começam a atirar

por Reuters
3 min leitura

O médico Diego Ralf Bomfim, irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP), foi morto a tiros com dois colegas de profissão na madrugada desta quinta-feira em um quiosque na orla da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, informou a polícia, que acrescentou que uma quarta pessoa ficou ferida.

Os médicos estavam na cidade para participar de um congresso de ortopedia.

Procuradas, a deputada e sua assessoria não responderam de imediato a pedidos de comentários. A parlamentar é casada com o também deputado Glauber Braga (PSOL-RJ).

Os médicos estavam em um quiosque na orla quando foram surpreendidos por homens armados que desceram de um carro e começam a atirar. Três dos quatro médicos morreram na hora.

“No local, os agentes encontraram quatro vítimas de disparos de arma de fogo socorridas por militares do Corpo de Bombeiros. Três delas não resistiram aos ferimentos e morreram no local do fato. A outra foi socorrida ainda com vida até o Hospital Municipal Lourenço Jorge. Agentes chegaram a fazer buscas para encontrar o paradeiro dos acusados, mas não foram encontrados”, disse a Polícia Militar do Rio de Janeiro.

As indicações são de que os médicos foram executados, uma vez que objetos e pertences não foram levados e os atiradores fugiram em seguida aos disparos. Imagens de segurança serão analisadas pela Delegacia de Homicídios da capital fluminense e depoimentos serão colhidos.

Repercussão política

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, disse em sua conta na plataforma X, antigo Twitter, que determinou que a Polícia Federal acompanhe as investigações dos assassinatos, dada a relação de Diego Ralf Bomfim com dois parlamentares.

“Em face da hipótese de relação com a atuação de dois parlamentares federais, determinei à Polícia Federal que acompanhe as investigações sobre a execução de médicos no Rio. Após essas providências iniciais imediatas, analisaremos juridicamente o caso. Minha solidariedade à deputada Sâmia, ao deputado Glauber e familiares”, escreveu Dino.

Também na rede social, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou solidariedade aos deputados e reforçou o envolvimento da PF nas investigações.

“Recebi com grande tristeza e indignação a notícia da execução de Diego Ralf Bomfim, Marcos de Andrade Corsato e Perseu Ribeiro Almeida na orla da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, na madrugada desta quinta-feira. As vítimas estavam na cidade para um Congresso Internacional de Ortopedia”, disse Lula.

“Minha solidariedade aos familiares dos médicos e a deputada Sâmia Bomfim e ao deputado Glauber Braga. A Polícia Federal, sob determinação do ministro Flávio Dino, está acompanhando o caso”, acrescentou.

Em entrevista à GloboNews, o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, manifestou solidariedade à deputada e disse que o governo federal está à disposição para colaborar nas investigações, ao mesmo tempo que lembrou que o caso está sob jurisdição de autoridades estaduais do Rio.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.