Itaú Unibanco lidera ranking de empresas com mais reclamações do ProconA Fundação Procon-SP divulgou ontem (12/03) o ranking com as empresas que tiveram mais reclamações registradas na entidade de defesa do consumidor durante o ano de 2012. O Itaú Unibanco foi apontado como a empresa com maior número de reclamações, com o total de 1.108.

Além de ser apontado como número um em reclamações, outra estatística chamou a atenção: do total de reclamações realizadas, 647 solicitações não foram atendidas. Em 2011, o Itaú Unibanco era a terceira empresa no ranking de reclamações. Em um comunicado a imprensa a empresa tentou justificar os números: “O volume de reclamações fundamentadas do Itaú Unibanco apresentou redução de 20% em relação ao cadastro anterior”, disse.

No mesmo ranking, a Claro ficou com a segunda posição, com 1006 reclamações, sendo que 208 não foram devidamente atendidas. Em comunicado, a empresa destacou que está investindo em novas tecnologias e plataformas para atender melhor os clientes. “Novas funcionalidades foram implementadas para proporcionar um melhor atendimento ao consumidor”, resumiu em nota.

Segundo o Procon-SP, o setor mais demandado pelos consumidores que procuram os Procons é o financeiro (banco comercial, cartão de crédito, financeira e cartão de loja) com 23,85%. Houve aumento de demandas no setor de telecomunicações (telefonia celular, telefonia fixa, TV por assinatura e Internet), que saltou de 17,46% em 2011, para 21,7% dos registros em 2012.

Vale a pena acompanhar abaixo a relação das 10 empresas com maior número de reclamações:

Empresas com maiores números de reclamações

Tão importante quanto a negociação de condições e preço é o atendimento que as empresas oferecem a seus clientes. Reclamar e buscar nossos direitos de consumidor é um exercício de cidadania que mostra o amadurecimento da sociedade, um passo fundamental para um país como o Brasil, que cresce em busca de oportunidades.

Cobre, reclame e faça valer sempre seu direito de consumidor. E lembre-se: sempre que necessário, use os serviços de proteção ao consumidor. Até a próxima.

Fontes: Procon-SP | Epoca. Foto de freedigitalphotos.net.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários