O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a inclusão do ministro do Planejamento Romero Jucá (RR), e o presidente do Senado, Renan Calheiros, ambos do PMDB, no inquérito que apura um esquema de pagamento de propina na obra da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Trata-se de desdobramento da Operação Lava Jato.

Além de Jucá e Renan, também são alvos os senadores Jader Barbalho (PMDB-PA) e Valdir Raupp (PMDB-RO).

Otávio Azevedo e Flávio Barra, da Andrade Gutierrez, disseram em delação que o ministro do Planejamento, Romero Jucá, recebeu R$ 1 milhão da empresa. A suposta propina seria parte do acordo para que a empreiteira liderasse o consórcio de construção de Belo Monte. Os depoimentos foram homologados pelo ministro do STF Teori Zavascki.

Operação Lava Jato cada vez mais perto de Lula

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (20) uma operação para investigar a prática de tráfico de influência envolvendo pessoas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva em Santos (SP).

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, uma das pessoas levadas a depor é Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho da primeira mulher do ex-presidente, já falecida.

A operação foi batizada de “Janus”, e tem como objetivo verificar se contratos da Odebrecht com uma empresa pertencente a Santos foram utilizados para o pagamento de vantagens indevidas. De acordo com os investigadores, a empresa, de pequeno porte, foi contratada pela empreiteira para reformar a hidrelétrica Cambambe, em Angola. A obra recebeu financiamento de US$ 464 milhões no BNDES.

E-book gratuito recomendadoFinanças Pessoais para Mulheres

Inflação resiste

A prévia da inflação oficial de maio mostrou que mesmo com a piora da economia e a redução do consumo pela população, os preços no país ainda resistem a ceder.

É o que mostra o resultado para maio do IPCA-15, prévia da inflação, divulgado na manhã desta sexta-feira (20) pelo IBGE.

O IPCA-15 ficou em 0,86%, avanço em relação ao apurado pela prévia de abril, de 0,51%. Trata-se da taxa mais alta verificada para o mês de maio desde 1996.

Governo Temer suspende Minha Casa Minha Vida

O governo do presidente interino, Michel Temer, decidiu abandonar a meta traçada pela presidente afastada Dilma Rousseff de contratar 2 milhões de moradias do Minha Casa Minha Vida até o fim de 2018, disse o ministro das Cidades, Bruno Araújo.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, o ministro estimou em 40 dias o tempo necessário para fazer um raio X da principal vitrine de seu ministério. Segundo Bruno Araújo, a nova meta para o Minha Casa dependerá da análise das contas públicas, a cargo da equipe econômica de Temer, chefiada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Mercado Financeiro

O mercado recebeu com bons olhos a indicação do ex-ministro do governo FHC, Pedro Parente para ocupar a presidência da Petrobrás. Nos próximos dias os nomes dos presidentes dos Correios e da Caixa Econômica Federal deverão ser anunciados.

A demora no anuncio de medidas concretas e a falta de sincronia entre a fala de ministros e Temer acenderam o sinal de alerta em torno das expectativas geradas pelos nomes de peso do novo governo.

O Ibovespa, principal benchmark da Bolsa de Valores de São Paulo, às 12h16 operava em alta de +0,51%, com 50.390 pontos, enquanto o dólar registrava baixa de -0,76% negociado por R$ 3,54.

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários