Você sempre terá concorrência nos negócios. Não importa em qual nicho sua indústria está ou o quão exclusivo seu produto é, alguém estará em competição com você.

A pergunta que você deve responder é: “O que você fará com isso?”. Há uma variedade de táticas para lidar com a concorrência. Você pode criticar, prejudicar, ultrapassar, difamar ou simplesmente ignorá-la.

Às vezes, a maneira que você reage à concorrência depende de como eles te tratam. Se você tiver que mergulhar, mergulhe; se você tiver que comprar seus direitos, compre; se você tiver que mudar, mude; se você tiver que melhorar seu marketing digital, faça isso.

Há uma estratégia para lidar com os concorrentes que é contraintuitiva, mas surpreendentemente efetiva. Simplesmente jogue limpo.

Leitura recomendada: 3 dicas para empreender com sucesso em um pequeno negócio 

O que significa jogar limpo com a concorrência?

Jogar limpo é fazer o seguinte:

  • Não publique insultos sobre seus concorrentes;
  • Não crie matrizes de competição pública para provar o valor superior de seus produtos;
  • Não prejudique o esforço dos seus concorrentes, seja em redes sociais ou em anúncios pagos;
  • Não entre em uma guerra de preços;
  • Não copie nada que os seus concorrentes fazem.

No entanto, esta opção é mais do que uma simples lista de “nãos”. Jogar limpo é uma reinvenção total da cultura dos negócios.

Um dos melhores exemplos desta troca de mentalidade vem de Michael Stelzner, fundador da Social Media Examiner.

Quando estava lançando e cultivando seu primeiro negócio, WhitePaperSource, ele percebeu que uma coexistência difícil com seu competidor não era benéfica para ninguém. Não serviu para seu cliente. Não serviu para seu negócio. Era um beco sem saída.

Em vez disso, ele escolheu um caminho de “coopetição. “Coopetição”, uma fusão de cooperação e concorrência, descreve como empresas podem funcionar como um negócio competitivo independente, ainda que compartilhada em algumas maneiras.

Aqui está uma descrição de “coopetição”: “Coopetição ocorre quando empresas que estão no mesmo mercado trabalham juntas na exploração do conhecimento e pesquisa de novos produtos, ao mesmo tempo que eles concorrem pela participação no mercado de seus produtos e na exploração do conhecimento criado”.

Como isto pode funcionar dentro de um ambiente de concorrência de indústrias?

Isso depende da natureza de sua indústria e concorrentes. Deixe-me mostrar algumas maneiras de como funciona na minha indústria:

  • Guest Blogging. Eu faço guest posts em diversos lugares, mesmo em sites que estão concorrendo pela mesma participação de mercado. Você encontrará um grupo de concorrentes fazendo guest posts em um mesmo site. Este não é um problema de todos. Cada um de nós está compartilhando nosso conhecimento e contribuindo para o avanço da nossa indústria;
  • Combine seu conhecimento. Eu aprendo muito com os meus concorrentes e espero que eles aprendam um pouco comigo. Pela interação, online ou offline, nós discutimos o que estamos aprendendo e como nossa indústria está mudando;
  • Receba webinars online. Esta estratégia tem funcionado brilhantemente para Michael Stelzner e Social Media Examiner. Eu tenho tentado em meu negócio com muito sucesso.

Leitura recomendada: Mentiram para você: o impossível é apenas uma lenda 

Como agir para uma competição amigável

Toda esta conversa sobre ser legal pode parecer um tanto romântica. Depois de tudo, como você vai agir na vida e nos negócios se as coisas não adquirirem um pouco de dificuldade e competição?

Não se preocupe. Você deve sempre manter seu comportamento profissional, mas você ainda pode criar um negócio poderoso e capaz de disparar à frente da concorrência. Mantenha em mente essas dicas:

  • Você não tem que concordar. “Coopetição” não significa concordar com todos os tópicos questionados. Um desacordo saudável é bom;
  • Você não tem que contar para eles seus segredos. Uma das melhores estratégias para ganhar uma vantagem é ser imprevisível. Esconder seus planos mais elaborados é a melhor maneira de separá-los e prepará-los com um poder explosivo;
  • Vocês não têm que trabalhar juntos. Só porque “coopetição” pode ser uma coisa boa, isso não significa que seu concorrente quer fazer isso. Se ele negar ter desejo de fazer alguma coisa com você, apenas deixe-o.

Jogar limpo com a concorrência não significa se diminuir para o nível deles; nunca supervisione a concorrência ou lhes dê seus clientes. Em vez disso, tente fazer estes movimentos fluírem gentilmente:

  • Pegue um novo mercado. A razão porque você tem concorrência é, para começar, porque você compartilha um mercado comum. Logicamente, uma maneira de enganar e frustrar a concorrência é investir em um novo mercado. Isto exige que você lance um outro produto ou diferencie algo no seu produto atual;
  • Interrompa. Uma das melhores maneiras de lançar um negócio direto da órbita é    interromper sua indústria. Interrupção é um clichê, claro. Todos olham para Uber and Airbnb e quer “interromper”. Ainda há alguns métodos estratégicos para desenvolver  um modelo de interrupção. Meu artigo no site Inc. compartilha alguns pensamentos nesse processo;
  • Tranquilize o receio de seus clientes. Reconheça que em um campo lotado, seus clientes são medrosos. Eles sabem sobre o seu produto e sobre o produto do seu concorrente. Eles têm medo de escolher o produto errado e fazer uma escolha ruim. Use o risco estratégico para atrai-los. Em outras palavras, se eles não estão satisfeitos com sua aquisição, você assumiu um risco. Eu não estou falando sobre uma garantia posterior de dinheiro (embora seja uma boa ideia!); eu estou falando de uma garantia posterior de dinheiro em dobro, se eles não ficarem satisfeitos. A razão porque isto é tão eficaz é porque os clientes muitas vezes fazem uma compra a partir de uma atitude receosa. Se você promover uma alternativa que tranquilize seu receio, você ganha;
  • Desarme seus clientes com atenção. O atendimento personalizado é um dos mais subestimados nos negócios. Ao aumentar a qualidade da interação e a extensão da atenção concedida aos seus clientes, você terá uma alta taxa de retenção. Mesmo em um ambiente transacional de compra, você pode desencadear um atendimento espetacular. Isto é exatamente o que a Zappos fez, transformando o atendimento dos clientes em uma experiência incrível.

Conclusão

Jogue limpo, porque você nunca sabe como as coisas vão se resolver entre você e seus concorrentes:

  • Você pode mudar, e precisar de seus serviços;
  • Você pode comprá-los, ou eles podem comprar de você, ou vocês podem se unir;
  • Vocês podem colaborar em um novo projeto juntos;
  • Vocês podem participar juntos de um evento da sua área;
  • Você pode fazer guest posts em seus próprios sites.

A concorrência é frequentemente o inimigo mais amargo, mas pode ser o colaborador mais próximo. Eu recomendo transformar a tradicional rivalidade da sua cabeça em algo mais interessante: ver sua concorrência como “coopetição”. Como você interage com os seus concorrentes mais próximos? Até a próxima.

Vídeo recomendado: O valor da Integridade e sua importância na construção de Riqueza

Neil Patel
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários