Home Carreira Juíza dá aval a processo por discriminação de idade contra plataforma X, de Elon Musk

Juíza dá aval a processo por discriminação de idade contra plataforma X, de Elon Musk

Autor da ação diz que demissões em massa tiveram maior impacto sobre os funcionários mais velhos

por Reuters
0 comentário
(Imagem: REUTERS/Carlos Barria)

Uma juíza federal da Califórnia deu aval para o prosseguimento de uma ação que acusa a plataforma X, antes conhecida como Twitter, de demitir desproporcionalmente trabalhadores mais velhos quando Elon Musk adquiriu a empresa no ano passado.

A juíza distrital Susan Illston disse na terça-feira que o autor da ação coletiva proposta, John Zeman, forneceu evidências suficientes de que as demissões em massa tiveram maior impacto sobre os funcionários mais velhos para o prosseguimento do caso.

Zeman, por exemplo, afirma que a empresa despediu 60% dos trabalhadores com 50 anos ou mais e quase três quartos dos que tinham mais de 60, em comparação com 54% dos trabalhadores com menos de 50 anos.

A juíza rejeitou a alegação de que a plataforma X visava intencionalmente trabalhadores mais velhos para demissões em massa, mas deu a Zeman um mês para entrar com uma ação judicial alterada que concretizasse essa alegação.

Shannon Liss-Riordan, advogada de Zeman, disse que “esta decisão valida os argumentos que apresentamos de que as alegações de discriminação podem prosseguir”.

A rede social X não respondeu a um pedido de comentário.

O processo é um dos vários que a plataforma enfrenta, decorrentes da decisão de Musk de demitir cerca de metade da força de trabalho do Twitter desde novembro do ano passado.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.