Grande parte das pessoas deseja buscar alternativas mais interessantes para investir do que a caderneta de poupança, mas para por ai. A maioria não coloca em prática suas ideias porque não se sentem seguros, ou não encontram a facilidade que a caderneta de poupança oferece.

Como educador financeiro, posso afirmar que o mais fácil (neste caso a caderneta de poupança) está muito longe de oferecer, neste momento, as melhores rentabilidades. Vale sempre lembrar daquela máxima “o que vem fácil…”.

Em relação à segurança, o maior problema é a falta de informação, já que existem diversos investimentos que oferecem o mesmo grau de segurança que a caderneta de poupança. Assim, falta de informação somada à comodidade resulta em perda de boas oportunidades de ver o dinheiro render mais.

Algumas semanas atrás, tivemos aqui no Dinheirama uma série de artigos, assinados pela Sandra Blanco, Consultora de Investimentos da Órama, falando sobre investimentos, perfil e idade do investidor.

A série trouxe luz às oportunidades que hoje existem no país para investir, e tudo depende de um bocado de interesse e motivação para construir um futuro melhor. Se quiser relembrar os textos, clique aqui e leia-os.

Impacto no leitor

Veja o relato do leitor André Saldanha, de Niterói (RJ), que tem 19 anos e decidiu compartilhar sua opinião conosco após a leitura do texto:

“Sempre que pensei em investir me falavam que o melhor investimento era a caderneta de poupança. Não satisfeito com o que ouvia, procurei na internet e encontrei no Dinheirama uma série de oportunidades de ir além, pois descobri que com valores relativamente pequenos posso ter acesso a fundos, Tesouro Direto e produtos como LCA e LCI. Hoje, meus rendimentos são pequenos, mas estou trabalhando para que no futuro a oportunidade de conhecer ainda jovem essas oportunidades façam uma enorme diferença”.

Já o leitor Aristides Prates, de São Paulo, 58 anos, está prestes a se aposentar e também fez questão de mandar sua opinião sobre investimentos:

“Em poucos anos devo me aposentar, mas infelizmente não poderei parar de trabalhar para manter o meu padrão de vida. Passei boa parte da vida sem priorizar os investimentos e me surpreendi em descobrir que, com a economia mais estável, essa tarefa pode ser mais fácil (desde que executada com planejamento). Seguindo sugestão dos autores e parceiros do Dinheirama, consegui melhorar o retorno dos meus investimentos, por isso sou muito grato e não perco as matérias sobre o assunto”.

Nós, do Dinheirama, só temos a agradecer a você, leitor, que utiliza o espaço de aprendizado com grande inteligência, discutindo e divulgando sempre o nosso trabalho. Obrigado também aos autores e parceiros, como a Sandra, que dedicam um pouco do seu valioso tempo para compartilhar o que aprenderam em suas carreiras de sucesso no mercado financeiro.

Ferramenta Portfolio Ideal

Conheça também uma ferramenta que pode lhe ajudar a encontrar os melhores fundos para investir, o Portfolio Ideal (clique para detalhes), uma plataforma gratuita também criada pela Órama para ajudar a decidir quanto investir e em que produto.

A ferramenta utiliza avançados algoritmos e cálculos matemáticos para sugerir uma combinação 100% personalizada dos melhores Fundos de Investimentos para você aplicar, de acordo com perfil e dinheiro disponível.

Faça seu cadastro gratuitamente na ferramenta e descubra o melhor fundo para seu perfil, idade e dinheiro disponível. Até a próxima.

Foto “Business Process”, Shutterstock.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários