lideranca-postSem dúvida, um dos recursos essenciais para uma boa vida é a água. E para a qualidade de vida, a liderança. Sem água, você não sobrevive. Sem liderança, você apenas vive.

A água parece ser uma comparação adequada para a liderança. Ela é transparente, nem sempre damos conta que ela está ali. Não tem cheiro e não tem sabor.

Tenho percebido que a maneira mais eficiente de ensinar sobre a importância da água é quando os indivíduos estão sedentos. Fica difícil mostrar a relevância de sua preservação para aqueles que nunca sentiram sua escassez ou mesmo sede.

Fica difícil ensinar a liderança para quem está satisfeito com a vida. Aprende-se sobre a água pela sede. Aprende-se liderança também pela sede.

Observe que a água domina o planeta cobrindo 71% da superfície. Ainda que não seja valorizada de forma adequada, ela é essencial. Da mesma forma, a liderança também é.

Meu principal objetivo é esclarecer onde nasce a liderança. A maioria usufrui dela, assim como a água, mas não sabe de onde vem ou de onde se origina. Embora várias analogias pudessem ser pertinentes neste caso, gostaria de colocar minha visão nesta comparação, que para mim será descrita na palavra propósito.

Qual o proposito da água? Será que uma molécula tão simples, aparentemente sem graça, teria um propósito? Que tal gerar a vida?! Os espécimes que conhecemos existem por causa dela. Nós existimos por causa dela. Ainda que seja apenas uma molécula e não tenha vida em si, possui o propósito nobre que cumpre seu papel há milhares de anos: gerar e manter a vida.

A molécula mais abundante no planeta e que nem possui vida em si tem um propósito claro. E você? Qual o seu proposito? Está claro? Se não estiver, não se preocupe, você não está só! E é aí que está sua oportunidade!

A maioria das organizações não consegue deixar claro para seus membros o objetivo maior de existirem naquele contexto, seja a família, empresa, projeto social ou igreja. Quando os propósitos das organizações e dos indivíduos não estão claros, reconhecemos a falta de uma liderança eficaz. Reconhecemos uma sede silenciosa que cala o potencial humano. Daí surge e se perpetuam equipes medíocres.

A liderança não está relacionada a uma posição, mas a uma escolha. Deve-se escolher um propósito e desfrutar de seu tempo usando seus recursos e talentos de forma tão genuína que você nem percebe que trabalha. Na verdade, quando o proposito está claro nem se percebe que há trabalho.

A palavra trabalho é originada do latim tripalium, que é um instrumento romano de tortura, uma espécie de tripé formado por três estacas cravadas no chão na forma de uma pirâmide, no qual eram torturados os escravos. Para um líder, trabalho não tem este significado.

As escolhas de suas atividades somente permanecem porque o proposito é nobre. Seu atual emprego tem qual significado para você? Quando a energia demostrada em alcançar seus objetivos é semelhante ao sedento num deserto, que não desiste de encontrar água, então a vida parecerá mais alegre.

Não porque a natureza da tarefa tenha se tornado mais fácil, mas porque para ti a tarefa é de tamanho propósito que você encontra satisfação nestes desafios. É como descer as corredeiras ao praticar o rafting. Águas turbulentas que motivam pelos desafios inesperados que virão. É prazeroso e ao mesmo tempo desafiador.

Assim como a água está por todo lugar e dá vida para todos os seres, assim a liderança está para os projetos, programas e desafios. Onde o propósito não é suficientemente forte, não há liderança.

O líder vive seu propósito. Se, no corpo humano, 70% (em média) é água, eu diria que para um líder 70% é propósito. Ele tem a visão tão clara de onde quer chegar que seu comportamento envolve outras pessoas que tem propósitos similares ou até mesmo iguais. É neste contexto que surge o líder, não como posição, mas como escolha.

Quero dizer que não importa em qual cargo você esteja hoje, nem quanto ganha e nem quais são seus maiores revezes. Seja qual for o cenário, o líder surge – e geralmente surge em meio a tempestades.

A água provoca mudanças significativas quando se desloca de forma veemente, firme e transforma certas geografias. Ela fura até pedra. A água é um exemplo neste aspecto e se você hoje clama por mudanças, siga a referencia dos grandes mares que, em momentos turbulentos, se diversificam para melhor ou para pior.

Tudo dependerá de suas escolhas em relação ao seu propósito! Que tal compartilhar seu verdadeiro proposito conosco? Quem sabe não é o seu início para mares nunca dantes navegados? Deixe seu comentário por aqui. Sucesso e até a próxima.

Foto de freedigitalphotos.net.

Alex Arcanjo
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários