liquidação-postComeçado o ano e depois de um período de descanso e algumas despesas (IPVA, IPTU e material escolar), muitas famílias ainda planejam compras de olho nas liquidações, comuns nessa época.

Lojas físicas e virtuais começam uma temporada de liquidações pelo país com o objetivo é “desovar” o estoque que sobrou do Natal e alavancar as vendas até fevereiro, período tradicionalmente fraco para o setor.

Aproveitar as ofertas, porém, requer cuidados. Se você é daqueles que costumam parcelas as compras, sugiro que leia um texto sobre os perigos desse hábito (clique aqui para ler). Confira mais dicas:

  • Antes de comprar, confira as ofertas por meio de folhetos publicitários, encartes, entre outros. Assim, é possível definir previamente que itens precisa adquirir e seus preços, evitando a compra por impulso;
  • Evite fazer as compras de forma apressada. Não deixe de verificar o estado do produto, seu funcionamento e se o conteúdo confere com os dados apontados na embalagem;
  • Se o produto apresentar algum problema que o torne impróprio para o consumo, o fornecedor tem 30 dias para resolver a pendência. Se não resolver, você tem o direito de exigir a troca da mercadoria por outra igual ou a devolução das quantias pagas com correção monetária. Pode, ainda, requerer um abatimento do preço;
  • Nos pagamentos feitos com cartão de crédito, o preço deve ser igual àquele cobrado à vista ou em cheque;
  • Todo produto durável (móveis, roupas, eletrodomésticos, eletroeletrônico, entre outros) possui garantia legal de 90 dias. Se o fabricante conceder garantia contratual, o produto adquirido deve ser acompanhado de um certificado de garantia.

O Procon sempre sugere que o consumidor evite a pressa e verifique o funcionamento do produto e se o conteúdo confere com os dados apontados na embalagem. Caso o produto tenha o que se chama de vício, ou seja, um defeito que inviabiliza o seu uso, então há direito de trocá-lo, mesmo que a compra tenha sido feita em liquidação.

O prazo para reclamar é de até 90 dias úteis para bens duráveis, e até 30 dias para bens não-duráveis. A loja tem 30 dias para fazer a troca. Se a compra tiver sido feita pela Internet, você tem o direito de desistir em até 7 dias, mesmo no caso de ofertas.

Pretende aproveitar o começo de ano e suas liquidações? Boas compras, mas sempre com planejamento financeiro. Ah, se você quer é sair do vermelho, temos dicas pra você também (clique para ler). Até a próxima.

Foto Shutterstock. People shops in Delta City shopping mall, circa November 2008 in Belgrade

Igor Oliveira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários