Livro: Como Chegar ao seu Primeiro MilhãoLivro: Como Chegar ao seu Primeiro Milhão
Autores: Marco Falcone e Regina Tesima
Editora: Campus
Páginas: 168
Preço médio: R$ 32,00
Livro 100% nacional!
Compre o livro no Submarino [clique aqui]

A história de um casal que atingiu o primeiro milhão
Confesso que ao me deparar com o título do livro, pensei: “hum, será que estou diante de mais uma obra repleta de fórmulas enlatadas e duvidosas de sucesso nas finanças pessoais?”. O subtítulo e a leitura do perfil dos autores me tranquilizaram. Apesar do título sugestivo (e até um pouco apelativo), trata-se de uma história de vitória nas finanças escrita por pessoas comuns – e não especialistas ou professores -, o que motiva ainda mais sua leitura.

A história não poderia ser mais interessante: um casal trabalhador decide alcançar a independência financeira para curtir os filhos e ter uma vida tranquila a partir dos 40 e poucos anos. Regina e Marco resolveram encarar o desafio de controlar suas finanças e investir no futuro – e, felizmente, registraram seus movimentos, decisões e erros neste livro.

“O assunto finanças pessoais é tratado em muitos artigos de forma banal, fria ou leviana. Algumas vezes, suportados por fundamentos matemáticos e planilhas eletrônicas (que também usamos), mas e daí? Papel aceita qualquer coisa e, apesar de bastante interessante, muitos de nós consideramos ‘aquele artigo’ como algo irreal e o sonho de se tornar independente financeiramente torna-se mais uma promessa de Ano-Novo que se repetirá em alguns momentos, mas não sairá do campo das boas intenções.”

As palavras do casal retratam a realidade das finanças de muitas famílias: a importância do controle financeiro é reconhecida, sua necessidade é clara, mas poucos têm atitude para levar adiante o desafio de poupar e gastar menos do que ganham. O livro trata do problema sob uma ótica pessoal e retrata, em detalhes, as mudanças que o casal teve que imprimir em sua vida para que a estratégia vencedora prevalecesse.

O significado do trabalho
O trabalho é sinônimo de algo aprisionador para grande parte da população, como se fosse uma obrigação chata e que nos impede de fazer muita coisa. Para Marco e Regina, o trabalho é a chave para a liberdade que tanto procuram. Aliás, eles acham péssima a idéia de se aposentar aos 65 anos – querem parar de trabalhar muito antes. Enfim, achei ótima a abordagem dos autores para a questão da necessidade de trabalhar, de crescer profissionalmente e de se pensar na aposentadoria. Veja:

“Conseguimos, com muito trabalho, muita disciplina, atenção e um pouco de sorte ou ajuda divina (quem sabe?!), acumular o nosso primeiro milhão. Estamos quase livres da obrigação de trabalhar, quase, pois nossa meta original é acumular dois milhões! Liberdade, esse é o sentimento! Não ter de deoender de um trabalho para pagar nossas contas. Enquanto isso, trabalhe com dedicação, qualidade e, continuamente, de forma aprimorada.”

Não ao consumismo!
Os autores são enfáticos no livro: vivem plenamente dentro de seu padrão de vida e procuram manter suas despesas dentro de um rigido controle – as planilhas e a metodologia estão explicadas em detalhes nos capítulos iniciais da obra. O raciocínio do casal passa, sempre, pela avaliação do que chamam “boa alternativa econômica”. Eles levantam os pontos:

  • Vai ser interessante para o nosso bolso ou fazer mesmo muita diferença?
  • Precisamos disso?
  • Trata-se da alternativa mais interessante sob o ponto de vista financeiro?
  • Quanto já pesquisamos?

A felicidade do casal está longe dos produtos e da necessidade de imposição desenhada pela sociedade – aliás, a definição deles não me espanta nenhum pouco, já que representa o sentimento daqueles que sabem viver e, principalmente, enriquecer:

“Felicidade para nós é algo tão simples que se encaixa naquele tipo de pergunta cuja resposta é, aparentemente, óbvia, mas somos incapazes de verbalizá-la. Ter um ao outro, ter saúde, bons e verdadeiros amigos, nosso primeiro filho, agora o segundo (e quem sabe um terceiro) formam o escopo principal da nossa definição de felicidade. Sim à simplicidade.”

Controlar os gastos, gastar menos e procurar ganhar mais
Repetindo, controlar gastos, gastar menos e procurar ganhar mais. Assim o casal procura equilibrar-se em busca do segundo milhão – e assim chegaram ao primeiro. O Capítulo 3 traz, em detalhes, a metodologia utilizada pelos autores do livro para sustentar o plano de controle orçamentário e é uma verdadeira aula de simplicidade e objetividade. As planilhas e o método são realmente funcionais e já sabemos que dão resultado.

Mas, tão importante quanto saber o que se gasta é conhecer o potencial de poupança e investimento para o futuro. É preciso que o plano de independência financeira seja desenhado e, claro, respeitado. Sabendo cortar gastos e poupar, o casal passou a pensar no futuro:

  • Qual a idade limite para você parar de trabalhar?
  • Qual a sua expectativa de vida?
  • Qual a renda desejada a partir da idade limite?
  • Onde investir? Quanto investir?

As respostas vão se encaixando e, no Capítulo 4, os autores destacam o uso de ferramentas para se calcular determinados valores importantes deste cenário. Destaque também para o Capítulo 5, que trata a longa fase de aprendizado sobre investimentos e como o casal finalmente compreendeu a alocação de recursos e necessidade de diversificação. As lições práticas e reais, com opiniões sinceras, mostram que basta iniciativa e dedicação para que a selva de investimentos seja bem explorada.

Um capítulo dedicado aos investimentos em ações, erros decorrentes da falta de experiência no mercado e as lições aprendidas com a euforia dão um toque atual ao livro. Além disso, há o interessantíssimo Capítulo 9, entitulado “Bobagens financeiras”, que trata dos muitos erros cometidos pelo casal em quase todas as etapas do plano de independência financeira estipulado. Sim, porque errar é humano – e eles abrem o jogo.

Avaliação final
A contra-capa do livro diz que “a idéia de que a conquista do sucesso em finanças pessoais está relacionada a uma nova teoria ou a livros de auto-ajuda encontra-se no imaginário do público em geral”. Pois é, o exemplo de Regina e Marco – casal que já acumulou quase R$ 2 milhões – reforça que a prática é fundamental nos diversos níveis sociais e de formação. Este casal de engenheiros dedicados e estudiosos chegou lá e decidiu explicar como realizaram tal façanha.

  • Linguagem e narrativa: 9
  • Exemplos práticos: 10
  • Temas abordados: 8,5
  • Preço: 7
  • Custo/Benefício: 8,7

“Como chegar ao seu Primeiro Milhão” é um livro simples, mas muito poderoso. Simples porque ele é um retrato da disciplina e do trabalho. Poderoso porque a mensagem de que é possível acumular uma bela soma para uma vida tranquila no futuro ganha corpo através dos relatos honestos de um casal que trabalha e se esforça para chegar lá. Eles enriqueceram a partir de muito trabalho e valorizaram (e continuam valorizando) cada pequena conquista. De quebra, nos brindam com um guia de sua jornada de erros e acertos, com a generosidade típica dos vencedores. Recomendo!

bb_bid = “74”;
bb_lang = “pt-BR”;
bb_name = “fixedlist”;
bb_keywords = “cerbasi,chegar primeiro milhão,terapia financeira,pai rico,bolsa de valores,mercado de ações”;
bb_width = “600px”;
bb_limit = “6”;

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários