Livro: O Crash de 2008Livro: O Crash de 2008
Autor: Charles R. Morris
Editora: Aracati
Páginas: 254
Preço médio: R$ 55,00
Compre o livro no Submarino [clique aqui]

A leitura do livro “O Crash de 2008 – Dinheiro fácil, apostas arriscadas e o colapso global do crédito” foi uma surpresa das mais agradáveis. O livro foi escrito pelo advogado e ex-banqueiro Charles R. Morris e publicado no Brasil pela Editora Aracati. O livro é composto de 8 capítulos, divididos em 254 páginas. Cabe destacar também a existência de um interessante glossário de termos financeiros, que contempla parte do jargão usado com frequência pela mídia especializada.

O livro se inicia com o prefácio do Professor Luiz Gonzaga Belluzzo. Sua brilhante introdução traduz-se em uma verdadeira aula de economia – e que, por si só, já merece um grande destaque. A clareza com que o Prof. Belluzzo trata temas áridos e complexos transforma as informações em material indispensável para quem busca entender o inicio do liberalismo econômico e suas conseqüências dentro do mundo contemporâneo. E trata-se do prefácio, apenas.

Aqui mesmo no Dinheirama, tratei muito do assunto “crise financeira”. Algumas vezes falei pouco, outras falei demais. Muitas vezes compartilhei a visão de economistas e do cidadão comum. No entanto, por mais claro que fosse minha visão a respeito da crise, me senti um verdadeiro leigo a partir da leitura da opinião contundente com que Charles R. Morris trata o assunto e ao conhecer os pormenores do sistema financeiro norte-americano.

Trata-se de um ótimo exercício de aprendizado tentar acompanhar a lógica e os passos, em diferentes períodos da história, que explicam como o liberalismo nasceu e caminhou por momentos de glória – até a recente tragédia. O Keynesianismo de Richard Nixon e o ultra liberalismo de Ronald Regan são exemplos importantes captados e divididos com os leitores através de relatos históricos precisos e muita opinião.

O autor coloca-se como um espectador privilegiado e pragmático sobre a forma com que Wall Street se tornou a Meca do mercado financeiro e viu ruir seus maiores símbolos de poder. Nomes que fizeram parte da história moderna, e que voltam ao cenário atual, como o de Paul Volcker, podem sinalizar o caminho com que os EUA devem seguir – e Morris trata destas possibilidades neste livro.

O Capítulo 7, com o título provocativo “Catando os cacos”, mostra como os grandes bancos americanos se tornaram vítimas de seu próprio veneno. A “alavancagem invisível”, termo usado e explicado pelo autor, fez estragos e gerou imprecisões que impactaram a vida financeira de muitas pessoas, empresas e países em todo o planeta.

Avaliação final
O tema é complexo e provavelmente durante os próximos anos muito ouviremos sobre o assunto. Entretanto, é inegável que a obra foi muito feliz em sua elaboração. Mesmo se tratando de um livro sobre questões econômicas complexas e de conjuntura que merecem uma leitura cuidadosa, a abordagem é bastante didática e de prazerosa leitura. Concordo com a critica do Financial Times, que diz que o livro é “instigante para os especialistas e fácil de ler para os leigos”. Vejamos as notas:

  • Linguagem e narrativa: 9,5
  • Exemplos práticos: 8,5
  • Temas abordados: 9,0
  • Preço: 7
  • Custo/Benefício: 8,5

Se você quer entender melhor a crise financeira internacional, como ela aconteceu e de onde ela surgiu, “O Crash de 2008” certamente irá ajudá-lo. Recomendo a leitura!

Quer ganhar um exemplar? Participe da promoção!
O Dinheirama oferece a possibilidade de você ganhar um exemplar do livro “O crash de 2008”. Para isso deixe registrado, no espaço de comentários deste artigo, sua resposta para a seguinte pergunta: quais as lições que o mundo tirou ou irá tirar com a crise financeira de 2008? A melhor resposta – escolhida pela equipe de editores do Dinheirama – receberá o exemplar em casa. A promoção se encerra no dia 20/08. Participe e boa sorte!

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários