Home Agronegócio Luckin Coffee fecha acordo de US$ 500 mi para café brasileiro

Luckin Coffee fecha acordo de US$ 500 mi para café brasileiro

O consumo de café na China aumentou 15% na temporada 2022/23, impulsionado pela expansão das cafeteiras em várias das grandes cidades

por Reuters
0 comentário

A rede de cafeterias chinesa Luckin Coffee assinou nesta quarta-feira um acordo que prevê a compra de aproximadamente 120 mil toneladas de café brasileiro pela empresa, no valor cerca de 500 milhões de dólares, segundo informações do Ministério de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

Com mais de 16 mil lojas na China, a Luckin Coffee é a principal importadora de café brasileiro no país e se comprometeu a promover e comercializar ativamente o produto para seus clientes e parceiros, diz o comunicado da pasta, que cita o apoio da Agência Brasileira de Promoção à Exportação (ApexBrasil) na iniciativa.

“Em 2022, o Brasil exportou 80 milhões de dólares em café e no ano passado, foram 280 milhões de dólares, praticamente quatro vezes mais que no ano anterior. Agora, só neste contrato com a Luckin Coffee, estamos falando de meio milhão de dólares, o que demonstra que o Brasil, maior produtor e exportador de café do mundo, está abrindo mercados”, disse o vice-presidente e ministro do MDIC, Geraldo Alckmin, em nota.

O consumo de café na China aumentou 15% na temporada 2022/23, impulsionado pela expansão das cafeteiras em várias das grandes cidades do país em meio a uma demanda crescente dos chineses mais jovens, o que tem favorecido embarques do Brasil, maior exportador global.

O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) havia dito à Reuters que trabalhava em um projeto para promover o grão brasileiro junto à Luckin Coffee, depois de ter concluído parceria do gênero com a rede chinesa de café Mellower, enquanto a China ganha cada vez mais espaço nas exportações do Brasil.

O país asiático já aparece entre os principais importadores de café do Brasil.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.