Home Empresas Lucro líquido da Vale recua 9% no 1º tri com menores preços de comercialização

Lucro líquido da Vale recua 9% no 1º tri com menores preços de comercialização

A produção de minério de ferro da Vale nos primeiros três meses do ano somou 70,84 milhões de toneladas

por Reuters
0 comentário

A mineradora Vale (VALE3) publicou nesta quarta-feira que seu lucro líquido recuou 9% no primeiro trimestre ante o mesmo período do ano passado, com impactos principalmente de menores preços realizados na comercialização de suas principais commodities.

A companhia, uma das maiores produtoras de minério de ferro do mundo, registrou lucro líquido de 1,7 bilhão de dólares no trimestre encerrado em março, enquanto analistas consultados pela LSEG esperavam lucro de 1,9 bilhão de dólares.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

O principal impacto no lucro líquido da Vale quando comparado ao primeiro trimestre do ano passado veio dos menores preços realizados de minério de ferro, níquel e cobre, de acordo com seu balanço financeiro.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado da companhia caiu 7% entre janeiro e março, a 3,44 bilhões de dólares, enquanto os analistas estimavam 3,66 bilhões de dólares.

Os impactos negativos no resultado, entretanto, foram parcialmente compensados por maiores volumes de vendas de minério de ferro e cobre, ponderou a companhia, em seu balanço financeiro.

A empresa havia publicado na semana passada um aumento de 6,1% em sua produção de minério de ferro entre janeiro e março ante o mesmo período de 2023, com o impulso no desempenho de sua importante mina S11D, no Pará, enquanto as vendas no período dispararam.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@wirestock)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@wirestock)

A produção de minério de ferro da Vale nos primeiros três meses do ano somou 70,84 milhões de toneladas, o melhor número para um primeiro trimestre desde 2019, enquanto as vendas avançaram 14,7%, para 63,83 milhões de toneladas.

No documento publicado nesta quarta-feira, o CEO da Vale Eduardo Bartolomeo destacou que a companhia está tendo progresso com projetos de crescimento, “que ajudarão a melhorar a qualidade e flexibilidade do nosso portfolio de produtos”.

O preço médio realizado de finos de minério de ferro no primeiro trimestre foi de 100,7 dólares por tonelada, ante 108,6 dólares no mesmo período de 2023, com impactos de ajustes provisórios nos preços devido a valores futuros menores no último dia do trimestre do que a média do trimestre, informou a empresa anteriormente.

A receita líquida de vendas no primeiro trimestre ficou praticamente estável ante um ano antes, a 8,5 bilhões de dólares, contra 8,64 bilhões de dólares previstos pelos analistas.

O custo caixa C1 da Vale (custo de produção da mina ao porto), excluindo compras de terceiros, no primeiro trimestre ficou ligeiramente menor ante um ano antes, atingindo 23,5 dólares por tonelada.

A dívida líquida expandida cresceu 14% no primeiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2023, para 16,4 bilhões de dólares, dentro da meta da Vale que permanece no intervalo entre 10 bilhões e 20 bilhões de dólares.

Já os investimentos da Vale no primeiro trimestre somaram 1,4 bilhão de dólares, alta de 23% ante o mesmo período do ano passado.

Em separado, a Vale disse prever provisões de 2,9 bilhões de dólares em 2024 relativas ao rompimento de barragens de mineração em Brumadinho e Mariana, ambas em Minas Gerais.

Veja o documento abaixo:

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.