Home Agronegócio Malásia libera mais quatro unidades brasileiras de aves halal para exportação

Malásia libera mais quatro unidades brasileiras de aves halal para exportação

O Brasil, maior exportador mundial de carne de frango, vendeu 13.600 toneladas de frango halal para a Malásia em 2023

por Reuters
0 comentário

O governo federal afirmou nesta segunda-feira que mais quatro plantas de aves foram autorizadas a vender produtos halal para a Malásia, uma medida que poderá permitir que as exportações para o país asiático dobrem em comparação com os níveis do ano passado.

O Brasil, maior exportador mundial de carne de frango, vendeu 13.600 toneladas de frango halal para a Malásia em 2023, por cerca de 20 milhões de dólares, segundo dados do governo.

As novas licenças foram concedidas a fábricas localizadas nos Estados do Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, disse o governo, elevando para sete o número total de unidades brasileiras autorizadas a exportar para a Malásia.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

A medida reflete o “reconhecimento e a confiança na qualidade da carne de frango halal produzida no Brasil”, disse o Ministério das Relações Exteriores em comunicado nesta segunda-feira.

“A Malásia é conhecida por suas rigorosas normas de qualidade e segurança alimentar, especialmente para produtos halal, que devem atender a criteriosas práticas de preparação, conforme a lei islâmica.”

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.