Home Finanças Pessoais O maravilhoso mundo de compra e venda de usados: já entrou nele?

O maravilhoso mundo de compra e venda de usados: j√° entrou nele?

por Janaína Gimael
3 min leitura

Um tempo atrás, minha irmã se mudou para um apartamento e não tinha praticamente nada para mobiliá-lo. Quem começa a morar sozinho sabe bem a tortura que é querer ver o espaço habitável e ter que comprar tudo aos pouquinhos, afinal, nem sempre o orçamento aguenta, certo?

Mas por trabalhar com arquitetura e decoração e ser bastante criativa, ela começou a correr atrás de possibilidades diversas, e achou um mercado que existe desde que o mundo é mundo, mas que nem todos sabem aproveitar bem: o de coisas usadas. O apartamento ficou incrível e bastante diferenciado a um valor muito menor do que o imaginado.

Com a internet, acredite, o mercado de compra e venda de usados ficou bem mais acessível e pode ser muitíssimo interessante. Esqueça aquela ideia de que coisa usada não vale.

Basta garimpar direito e você pode economizar muito ao comprar, ganhar um extra ao vender o que não usa mais, e ainda adquirir exatamente aquilo que está procurando (ou até mais) gastando bem menos. Isso sem falar, é claro, de toda questão relacionada a consumir de forma mais sustentável. Vamos falar sobre isso?

Ferramenta recomendada: Super planilha para seu controle financeiro

As descobertas da OLX

Alguns sites e plataformas se dedicam a ser um espaço de compra e venda de praticamente tudo. Confesso que eu não tinha muita intimidade com eles até pouco tempo atrás, nem muita paciência para ficar negociando.

Por√©m, muitos amigos j√° haviam conseguido vender de tudo e mais um pouco nestes lugares e isso acabou despertando a minha curiosidade, que aumentou ainda mais quando acompanhei as negocia√ß√Ķes da minha irm√£.

Exemplos bastante conhecidos neste item s√£o a OLX, o Mercado Livre e o eBay. Neles voc√™ pode colocar √† venda qualquer item que n√£o use mais, como livros, eletr√īnicos, maquiagem, e etc. Acredite, provavelmente haver√° algu√©m procurando.

Uma pesquisa divulgada no fim do ano passado pelo Ibope Conecta descobriu, inclusive, que se vendessemos na internet todas as coisas que temos em casa e não usamos, receberíamos em média R$ 4.267,00. Nada mal, né?

E com rela√ß√£o √† compras? Muita gente que est√° vendendo as pe√ßas, especialmente as maiores como m√≥veis, t√™m raz√Ķes como sair da cidade e do pa√≠s, ter se separado, estar se desapegando de uma s√©rie de coisas porque vai para um im√≥vel menor, e etc.

Isso significa que há coisas bem legais vendidas a preços muito abaixo do mercado. Vale garimpar. Não é incomum que a pessoa que vende nem esteja tão preocupada assim com o preço, querendo mais se livrar da peça sem gastar com frete, então dá para negociar bastante!

Relat√≥rio gr√°tis: √Č hora de comprar a√ß√Ķes da Petrobras?

Aplicativos que merecem uma olhada

Hoje em dia tamb√©m h√° muitos sites e aplicativos de nicho que merecem uma boa olhada por parte de quem quer comprar ou vender algo. O Skina, por exemplo, tem foco na localiza√ß√£o dos usu√°rios, facilitando muito para quem n√£o est√° a fim de cruzar a cidade para buscar uma cadeira por exemplo. Vamos a algumas op√ß√Ķes interessantes que voc√™ pode avaliar:

Roupas e acessórios:

Se alguns anos atrás, comprar roupas ou acessários em brechó era algo que nem todo mundo gostava, agora muita gente está aderindo e partindo para os aplicativos.

O Enjoei é um dos pioneiros nesta área e permite venda de roupas, bolsas e sapatos, contando com mais de 100 mil vendedores. Outro dia uma amiga vendeu uma bolsa usada, mas em perfeito estado, praticamente pelo preço que pagou um tempo atrás. Nada mal, né?

O Dressbe permite a criação de um closet virtual para quem vende. Lá você pode colocar todas as peças que não quer mais. E para as crianças, que crescem super rápido e costumam deixar uma quantidade enorme de roupinhas novas sem uso, existe o Rekids. No aplicativo, além de roupas e calçados, dá para vender e comprar brinquedos.

Móveis:

Comecei o texto falando de m√≥veis, e j√° vimos que plataformas como a OLX, Mercado Livre e eBay s√£o √≥timas op√ß√Ķes para este tipo de item. Mas tamb√©m existem op√ß√Ķes espec√≠ficas, como o Renovei, um app voltado √† venda de m√≥veis usados.

Ou seja, enjoou daquele sofá e quer trocar? Coloca lá no aplicativo! Pode ter alguém procurando exatamente por ele.

Livros:

O que voc√™ faz com aqueles livros que acabou de ler? √Č daqueles que gosta de guard√°-los ou simplesmente os joga em um canto? E para ler novos livros? Como faz? E os livros did√°ticos que seu filho usou na escola e custaram uma fortuna? Ser√° que d√° para ganhar um dim dim extra com eles? D√° sim.

O Yzye √© um aplicativo onde voc√™ pode vender, trocar e ‚Äď se n√£o estiver pensando em dinheiro, mas em ajudar ‚Äď doar livros did√°ticos de segunda m√£o. Na pr√°tica, √© uma alternativa virtual para quem j√° estava acostumado a verificar com os alunos das s√©ries anteriores se eles n√£o se interessariam em vender o livro usado.

E para quem quer livros em geral, n√£o apenas os did√°ticos, uma alternativa √© o Estante Virtual. O site re√ļne uma s√©rie de sebos que recebem a avalia√ß√£o dos compradores depois. Em geral, eles colocam a foto dos livros e explicam o estado. J√° comprei alguns e a experi√™ncia foi muito positiva, al√©m do que a economia foi grande!

eBook gratuito recomendado: Pai, Dinheiro!

Finalmente, confira os grupos nas redes sociais

Além de todos estes sites e aplicativos, as redes sociais também contam com uma série de grupos de compra, venda e troca de produtos diversos.

Alguns exemplos s√£o: ‚ÄúT√ī desapegando‚ÄĚ, que tem mais de 85 mil membros no Facebook, e ‚ÄúM√≥veis usados S√£o Paulo‚ÄĚ, que j√° re√ļne mais de 96 mil pessoas. Vale a pena procurar pois s√£o muitas op√ß√Ķes e em geral os grupos s√£o fechados, ou seja, √© preciso pedir autoriza√ß√£o para entrar e respeitar determinadas regras.

Aliás, em qualquer transação que envolva compra ou venda de algo em sites, aplicativos ou redes é bom estar atento às regras e eventuais taxas cobradas. Alguns lugares não cobram nada e não se responsabilizam. Outros deixam espaço para avaliação, o que pode ajudar. Outros ainda dão dicas relacionadas a pagamentos, e etc.

Cada caso é um caso, não tenha preguiça de entender como funciona e passe a aproveitar as vantagens deste mundo novo que a economia criativa gerou!

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.