Home Ciência e Tecnologia MEC: consulta sobre Novo Ensino Médio recebeu 150 mil respostas

MEC: consulta sobre Novo Ensino Médio recebeu 150 mil respostas

Ministro fez balanço de processo para ouvir comunidade escolar

por Agência Brasil
3 min leitura

O ministro da Educa√ß√£o, Camilo Santana, afirmou nesta sexta-feira (7) que a consulta p√ļblica para avalia√ß√£o e reestrutura√ß√£o da Pol√≠tica Nacional de Ensino M√©dio, conhecida como Novo Ensino M√©dio, recebeu mais de 150 mil contribui√ß√Ķes em plataforma virtual. O processo foi conclu√≠do na noite desta quinta-feira (6).

‚ÄúAo longo de 120 dias, ouvimos acad√™micos, t√©cnicos, gestores de redes educacionais, gestores escolares, professores e alunos‚ÄĚ, destacou Santana. ‚ÄúA pesquisa online, realizada por meio de um canal de Whatsapp, obteve aproximadamente 150 mil respostas. Participaram mais de 100 mil alunos, cerca de 30 mil professores, quase 6 mil gestores escolares, entre outros‚ÄĚ, acrescentou.

Lan√ßada em mar√ßo deste ano, a consulta foi feita por meio de audi√™ncias p√ļblicas, oficinas de trabalho, semin√°rios e pesquisas nacionais com estudantes, professores e gestores escolares. E chegou a ser prorrogada a pedido de organiza√ß√Ķes do setor.

‚ÄúQuero agradecer a todas as entidades que colaboraram para a constru√ß√£o coletiva deste di√°logo, encaminhando propostas estruturadas e sugest√Ķes para a avalia√ß√£o e reestrutura√ß√£o da Pol√≠tica Nacional de Ensino M√©dio‚ÄĚ, completou o ministro da Educa√ß√£o.

A atual pol√≠tica de ensino m√©dio foi aprovada por lei em 2017, durante o governo do ex-presidente Michel Temer, com o objetivo de tornar a etapa mais atrativa e evitar que os estudantes abandonem os estudos.

Pela lei, a implementa√ß√£o deve ser feita de forma escalonada at√© 2024. Em 2022, a implementa√ß√£o come√ßou pelo 1¬ļ ano do ensino m√©dio com a amplia√ß√£o da carga hor√°ria para, pelo menos, cinco horas di√°rias. Para que o novo modelo seja poss√≠vel, as escolas devem ampliar a carga hor√°ria para 1,4 mil horas anuais, o que equivale a sete horas di√°rias, define a legisla√ß√£o. Isso deve ocorrer aos poucos.

Com o novo modelo, parte das aulas ser√° comum a todos os estudantes do pa√≠s, direcionada pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Na outra parte da forma√ß√£o, os pr√≥prios alunos poder√£o escolher um itiner√°rio para aprofundar o aprendizado. Entre as op√ß√Ķes, est√° dar √™nfase, por exemplo, √†s √°reas de linguagens, matem√°tica, ci√™ncias da natureza, ci√™ncias humanas ou ao ensino t√©cnico. A oferta de itiner√°rios, entretanto, vai depender da capacidade das redes de ensino e das escolas.

Em 2023, a implementa√ß√£o deveria seguir com o 1¬ļ e 2¬ļ anos e os itiner√°rios devem come√ßar a ser implementados na maior parte das escolas, mas o cronograma foi suspenso pelo governo federal at√© que haja sistematiza√ß√£o das propostas da consulta p√ļblica e eventuais ajustes na nova etapa de ensino. Em 2024, a previs√£o √© que o ciclo de implementa√ß√£o esteja conclu√≠do, com os tr√™s anos do Ensino M√©dio em funcionamento.

A revoga√ß√£o do Novo Ensino M√©dio tem sido uma reivindica√ß√£o de entidades do setor e de muitos especialistas. Apesar disso, o governo federal n√£o cogitou revogar a medida por completo, mas fazer ajustes a partir dos resultados obtidos na consulta.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.