Você já conseguiu deixar 2015 para trás? Trata-se de um passado que insiste em nos assombrar, é bem verdade, mas que aos poucos vai ficando cada vez mais para trás. Está na hora de parar de reclamar dos problemas do ano que passou e começar a se concentrar nas soluções do ano que já começou.

Depois das reflexões feitas sobre a vida pessoal e profissional na virada de ano, está na hora de colocar em prática tudo aquilo que planejamos. E em se tratando de planejamento, a questão financeira vem logo à mente de todos nós. Quitar as dívidas, passar a gastar menos, economizar e, é claro, investir.

Para que nossos sonhos financeiros saiam do nosso imaginário e se tornem realidade é preciso uma dose de esforço de nossa parte. Precisamos abrir mão de alguns hábitos prejudiciais e adquirir hábitos mais saudáveis. Necessitamos olhar menos para o hoje e mais para o futuro.

Digo isso por uma razão bem simples: a única maneira de multiplicarmos nosso dinheiro é sabendo investi-lo com sabedoria! Se você não estiver disposto a poupar parte do que ganha, não terá recursos para investir. Resultado? Os tão sonhados sonhos vão permanecer assim: apenas sonhos.

Vejo muitas pessoas se interessarem em descobrir qual a melhor aplicação para fazer seu dinheiro render, mas, infelizmente, a maioria delas tem muito pouco ou nenhum dinheiro para aplicar.

O que essas pessoas fazem nada mais é do que “colocar o carro na frente dos bois”. De que adianta você descobrir o melhor investimento do mundo se você não tem dinheiro para investir?

Leitura recomendadaTesouro Direto: rentabilidade, segurança e facilidade (aprenda e invista agora)

Ano novo, vida nova, hábitos novos! Aproveite que estamos apenas no comecinho de 2016 e modifique seus hábitos. Tire do papel aquilo que você disse que iria fazer e realmente faça! Quer seja praticar uma atividade física, ler um livro, se dedicar à caridade ou começar a poupar, tire do papel e execute!

Todos os anos, milhões de pessoas elaboram estratégias fabulosas para prosperar. Pensam em coisas mirabolantes para suas vidas, empregos, empresas e finanças. São estratégias tão boas que poderiam mudar da água para o vinho suas vidas e a de todos nós, mas o que vemos na prática é bem diferente.

Entra ano e sai ano, continuamos planejando e sonhando em ter uma vida mais próspera. O problema é que sonhar e planejar não muda absolutamente nada na vida de ninguém! O segredo para que as coisas realmente comecem a acontecer – e você perceber uma mudança efetiva na sua vida – é agir!

Não importa se você quer ficar mais magro, mais inteligente ou mais rico do que em 2015, para alcançar o seu objetivo você precisa parar de “ficar planejando” e começar a agir.

Antes que alguém venha deturpar o que estou dizendo, alegando que eu falei que planejamento não é importante, deixo um alerta: planejamento não somente é importante, ele é muito importante. Mas tenha uma certeza: planejar sem executar não adianta nada! Afinal, a melhor estratégia é aquela colocada em prática.

Leitura recomendadaQuer ficar rico? Executar é tão importante quanto planejar!

Foto “Strategy”, Shutterstock.

Samuel Magalhães
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários