Neste ano de 2016 as coisas caminharam em linha com as nossas expectativas. Para quem seguiu as nossas recomendações, tudo foi ótimo! Já para os analistas que trabalham intensamente para estudar o mercado e criar novas ideias, isso é péssimo.

Ter uma boa ideia, seja ela verossímil ou não com a realidade, já é superdifícil. E se você esgota essa ideia, terá de partir para outra. Haja criatividade e clarividência!

Deste modo, para transmitir as principais convicções sobre investimentos para o próximo ano, escolhemos cinco temas. Poderiam ter sido seis ou quatro. Tanto faz. Não temos predileção específica pelo número. Selecionamos apenas aqueles de maior convicção mesmo.

Não pretendemos  convencer o leitor a seguir cada uma das cinco ideias. Há diferentes perfis de investimento, que podem se identificar com ideias distintas.

Nosso objetivo é que, mesmo a implementação de apenas um dos itens, seja ele qual for, já coloque o investidor em uma posição melhor que a atual. Em sua essência, a meta maior é a proteção do patrimônio.

Cenário favorável

Nossa equipe continua a acreditar na continuidade de um ajuste de preço – para cima – dos ativos brasileiros. Lá fora, as principais contribuições vêm do Fed (Banco Central Americano) e do BoJ (Banco Central Japonês).

O Fed volta e outra afirma que pretende subir os juros de forma gradual. Por sua vez, o BoJ está mantendo os estímulos à economia e ainda anunciou meta de juros próximos a zero para os bonds de dez anos.

Injeção de liquidez na economia e juros fixados em 0% era tudo que o mercado almejava. Os dois discursos são favoráveis ao fluxo de capital a mercados emergentes, uma vez que o diferencial de juros se mantém em nível bastante atrativo.

Leitura recomendada: Os principais investimentos para lucrar no governo Temer

Enquanto oferecemos juro real de 6%, cada vez mais o Brasil é o último peru com farofa em um mundo de rendimentos negativos.

Vemos ainda o processo de afrouxamento monetário no Brasil, que acreditamos será mais profundo e duradouro do que supõe o consenso de mercado. A primeira baixa da taxa de juros já aconteceu. Outras virão em breve.

Isso cria oportunidades formidáveis na renda fixa e também na renda variável, e não podemos deixar isso passar.

Assim, montamos um relatório gratuito para você, que contém os 5 melhores investimentos para se ganhar dinheiro em 2017. Basta você clicar aqui e seguir as instruções para baixar a sua cópia.

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.