Home Economia e Política Mercado passa a ver apenas mais um corte de 0,25 p.p. na Selic este ano

Mercado passa a ver apenas mais um corte de 0,25 p.p. na Selic este ano

Na última reunião, todos os diretores do Copom defenderam uma política monetária mais contracionista, cautelosa e sem indicação futura sobre os juros

por Reuters
0 comentário

 Analistas consultados pelo Banco Central reduziram mais sua expectativa de afrouxamento monetário em 2024 e também em 2025, passando a ver apenas mais um corte de 0,25 ponto percentual este ano, com elevação nas estimativas para a inflação, de acordo com a pesquisa Focus que o Banco Central divulgou nesta segunda-feira.

O levantamento, que capta a percepção do mercado para indicadores econômicos, mostra agora que a projeção para a taxa Selic subiu para este ano a 10,25% e para o próximo a 9,18%, na mediana das projeções. Na semana anterior, as estimativas eram respectivamente de 10,0% e 9,0%.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do BC volta a se reunir em 18 e 19 de junho para deliberar sobre a taxa básica, atualmente em 10,5%, com o último corte do ano esperado para esse encontro, segundo o Focus.

Na última reunião, todos os diretores do Copom defenderam uma política monetária mais contracionista, cautelosa e sem indicação futura sobre os juros.

As contas para a alta do IPCA também subiram na pesquisa semanal com uma centena de economistas. A inflação está agora sendo calculada em 3,88% em 2024 e 3,77% em 2025, de 3,86% e 3,75% antes.

O centro da meta oficial para a inflação em 2024, 2025 e 2026 é de 3,00%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), as estimativas de crescimento não tiveram alterações e seguem em 2,05% neste ano e 2,0% no próximo. O IBGE divulga na terça-feira os dados do PIB do primeiro trimestre.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.