Mercado prevê PIB abaixo de 2% e inflação perto de 6% em 2014A primeira pesquisa Focus de 2014 (clique aqui para detalhes) mostra analistas do mercado financeiro mais pessimistas com relação à economia neste ano, enquanto continuam a prever uma inflação muito próxima de 6%. O boletim, divulgado semanalmente pelo Banco Central (BC), colhe projeções entre cerca de cem instituições.

Neste calendário, a previsão é de uma alta de 5,97% para o IPCA, em vez de 5,98%. O Produto Interno Bruto (PIB) deve avançar 1,95%, e não 2% como o esperado anteriormente. Com relação à taxa básica de juro, a estimativa para a Selic ao fim deste ano segue em 10,5%. A taxa básica de juros está atualmente em 10%.

Quanto a 2013, os analistas ajustaram sua expectativa para o IPCA um pouco para cima, de 5,73% para 5,74%. Para o mês de dezembro, a projeção seguiu em 0,75%. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga a inflação oficial de dezembro e de 2013 na sexta-feira. Para o desempenho do PIB no ano passado, a previsão é de uma expansão de 2,28%, contra 2,30%.

Entre os analistas Top 5, os cinco que mais acertam as projeções, as medianas de médio prazo seguiram as mesmas da semana anterior: alta de 5,74% e de 5,90% para o IPCA de 2013 e de 2014, respectivamente, e de 11% para a Selic ao fim de 2014.

Parece que teremos um ano repleto de muitas emoções em vários aspectos. Mundial de futebol, eleições, economia cambaleante e por ai vai. O que você acha desses números? Você acredita que eles representam mesmo o que deve ocorrer neste ano? Comente abaixo com a sua opinião.

Fonte: Valor. Foto “Depression business man”, Shutterstock.

Igor Oliveira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários