Home Agronegócio Mercados de café, cacau e açúcar registram ganhos no ano

Mercados de café, cacau e açúcar registram ganhos no ano

O contrato março do café arábica caiu 4,9%, fechando a 1,883 dólar por libra, uma mínima de três semanas

por Reuters
3 min leitura

Os futuros do café arábica na ICE caíram acentuadamente nesta sexta-feira devido a uma perspectiva otimista para a safra do próximo ano no Brasil, enquanto o mercado registrou ganho anual.

Os mercados de café robusta, açúcar e cacau também estavam em curso de registrar ganhos anuais.

Café

O contrato março do café arábica caiu 4,9%, fechando a 1,883 dólar por libra, uma mínima de três semanas.

Operadores disseram que uma perspectiva favorável para a próxima safra no Brasil, principal produtor, pressionou os preços, com chuvas esperadas nas primeiras semanas de 2024.

Café
(Imagem; freepik/@ jcomp)

Os preços do café arábica registraram um ganho anual de 12,6%.

O contrato março do café robusta fechou em baixa de 3,2%, a 2.841 dólares por tonelada.

Os preços do café robusta acumularam um ganho anual de 58%, impulsionados por uma queda nas exportações do principal produtor, o Vietnã, e uma forte demanda, à medida que os torrefadores aumentam a proporção de robusta, mais barato, em algumas misturas em detrimento do arábica.

Estima-se que as exportações de café do Vietnã caíram 9,6% em 2023 em relação ao ano anterior, para 1,6 milhão de toneladas, mostraram dados do governo do país nesta sexta-feira.

Cacau

O contrato março do cacau de Londres fechou em queda de 1,2%, a 3.506 libras por tonelada, mínima em duas semanas.

Os preços do cacau de Londres subiram 70% no ano, com impulso de uma oferta apertada, com um terceiro déficit global consecutivo amplamente previsto para a atual temporada 2023/24.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@freepik)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@freepik)

O contrato março do cacau de Nova York fechou em baixa de 1,4%, a 4.196 dólares por tonelada, uma mínima desde 22 de novembro. Em termos anuais, ganhou 61%.

Açúcar

O contrato março do açúcar bruto caiu 5,4%, a 20,58 centavos por libra.

Os preços do açúcar bruto subiram 3% no ano, com safras desfavoráveis na Índia e Tailândia sendo em parte compensadas por uma forte produção no Centro-Sul do Brasil.

(Imagem: Reprodução/shixugang/PIxabay)

O contrato março do açúcar branco fechou em baixa de 4,2%, a 596,20 dólares por tonelada.

Os preços do açúcar branco avançaram 7,5% no ano.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.