dinheirama-post-microsoftSatya Nadella é o novo CEO da Microsoft. O novo presidente entrou na companhia há 20 anos. Nascido na Índia, Nadella estudou engenharia elétrica na Universidade de Mangalore.

Depois de se mudar para os Estados Unidos, cursou ciências da computação na Universidade de Wisconsin. Nadella também tem mestrado em administração de negócios pela Universdade de Chigado.

Nadella ocupava anteriormente o cargo de chefe de computação em nuvem da Microsoft. A escolha de Nadella foi feita pelo conselho diretor e contou com o apoio de Bill Gates:

 “Durante tempos de transformação, não existe ninguém melhor para liderar a Microsoft do que Satya Nadella”.

Gates ainda disse que Nadella é um líder nato e um engenheiro de grandes habilidades.

Ele será o terceiro presidente-executivo da história da Microsoft. O primeiro foi Bill Gates, seguido por Steve Ballmer. A intenção inicial de Ballmer era se aposentar apenas em agosto de 2014. Nadella, no entanto, já pode assumir a presidência-executiva da Microsoft, o que pode permitir a saída imediata de Ballmer.

Em agosto de 2013, Ballmer anunciou que iria se aposentar e deixar o cargo. Uma das mudanças provocadas pela escolha de Nadella como CEO, é que Bill Gates, que deixará o cargo de chefe do conselho de diretores e se dedicará ao conselho de tecnologia.

Os números mostram o desafio que Nadella tem pela frente. No ano 2000, o sistema Windows, da Microsoft, rodava em 97% de todos os dispositivos computacionais (computadores, tablets e celulares), segundo levantamento do banco Goldman Sachs. No fim de 2012, porém, essa participação havia diminuído para 20%. A razão é que os PCs, o ponto forte da Microsoft, perdem espaço rapidamente para os aparelhos móveis, nos quais a companhia enfrenta a concorrência do Google, com o sistema Android, e da Apple, com o iOS.

Em outubro do ano passado, uma projeção feita pela empresa de pesquisa Gartner indicava que os computadores (de mesa e notebooks) encerrariam 2013 com uma queda de 11,2% nas vendas globais, enquanto os celulares teriam um aumento de 3,7% e os tablets, de 53,4%. Números preliminares, divulgados mais recentemente, mostram uma redução de 10% no caso dos computadores.

A Microsoft vem tentando avançar nas novas áreas, com medidas como a compra da divisão de celulares da finlandesa Nokia em setembro de 2013, por US$ 7,18 bilhões, e o lançamento dos tablets Surface, que ainda não chegaram ao Brasil.

A nomeação de Nadella mostra a direção que companhia  pretende seguir. O executivo dirigia os esforços da Microsoft na nuvem, um modelo pelo qual os softwares são acessados via internet e não precisam ser instalados no computador do usuário. A empresa já fez vários movimentos nessa direção, tanto nos negócios empresariais como na área destinada a consumidores. O usuário pode, por exemplo, usar o Office (Word, Excel etc) na nuvem, pagando uma mensalidade.

Nós vamos acompanhar essa história de perto.

Até a próxima.

Fonte: Exame e Valor. Foto Shutterstock. PRAGUE, CZECH REPUBLIC – SEPTEMBER 5: Microsoft

Igor Oliveira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários