Home Empresas Microsoft demitirá centenas na unidade de nuvem Azure

Microsoft demitirá centenas na unidade de nuvem Azure

A nuvem Azure, da Microsoft, tem observado forte crescimento devido ao pesado investimento da empresa em inteligência artificial

por Reuters
0 comentário

A Microsoft (MSFTMSFT34) está cortando centenas de empregos em sua unidade de computação em nuvem Azure, reportou o Business Insider nesta segunda-feira, ampliando a série de cortes de pessoal observada no setor de mídia e tecnologia este ano.

As demissões em massa afetarão equipes como Azure for Operators e Mission Engineering, segundo a reportagem.

Os layoffs no Azure for Operators envolveram até 1.500 cortes de pessoal, acrescentou o site, citando fontes.

“Ajustes organizacionais e da força de trabalho são parte necessária e regular da gestão de nossos negócios. Continuaremos priorizando e investindo em áreas de crescimento estratégico para nosso futuro e em apoio aos nossos clientes e parceiros”, disse um porta-voz da Microsoft à Reuters.

Os cortes ocorrem após a empresa ter demitido 1.900 funcionários da Activision Blizzard e Xbox em janeiro deste ano. Empresas de tecnologia, como Amazon.com e Salesforce, também desligaram várias centenas de funcionários em 2024.

A nuvem Azure, da Microsoft, tem observado forte crescimento devido ao pesado investimento da empresa em inteligência artificial e ao seu acesso às cobiçadas tecnologias da OpenAI, criadora do ChatGPT, por meio de sua parceria estratégica.

Separadamente, a Microsoft iniciou uma reestruturação em sua organização de realidade mista, mas vai continuar vendendo o seu dispositivo de realidade aumentada HoloLens 2, disse um porta-voz da empresa à Reuters nesta segunda-feira.

O Business Insider reportou em 2022 que a empresa havia cancelado planos para um HoloLens 3.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.