Home Economia e Política Milhares velam presidente Raisi após acidente de helicóptero

Milhares velam presidente Raisi após acidente de helicóptero

A TV estatal transmitiu imagens ao vivo de pessoas em luto, muitas delas vestidas de preto, batendo no peito, enquanto um caminhão coberto de flores brancas, carregando caixões envoltos na bandeira nacional

por Reuters
0 comentário

Milhares de iranianos foram às ruas nesta terça-feira para velar o falecido presidente Ebrahim Raisi na cidade de Tabriz, após sua morte em um acidente de helicóptero perto da fronteira com o Azerbaijão no fim de semana, junto de seu ministro das Relações Exteriores e outras sete pessoas.

A TV estatal transmitiu imagens ao vivo de pessoas em luto, muitas delas vestidas de preto, batendo no peito, enquanto um caminhão coberto de flores brancas, carregando caixões envoltos na bandeira nacional, passava lentamente pela multidão.

“Todos vieram para se despedir do presidente martirizado e de seus companheiros, independentemente de sua facção, etnia ou idioma”, disse Masoud Pezeshkian, um parlamentar de Tabriz.

No entanto, embora a TV estatal tenha dito que uma grande multidão compareceu a Tabriz, algumas pessoas no país veem um grande contraste no luto público em comparação com homenagens anteriores pela morte de outras figuras importantes nos 45 anos de história da República Islâmica.

Presidente do Irã, Ebrahim Raisi
Presidente do Irã, Ebrahim Raisi (Imagem: IRNA)

Embora o Irã tenha proclamado cinco dias de luto por Raisi, houve pouco da retórica emocional que acompanhou a morte de Qasem Soleimani, um comandante sênior da Guarda Revolucionária Iraniana morto por um míssil norte-americano em 2020 no Iraque, cujo funeral atraiu enormes multidões de pessoas.

O corpo de Raisi foi levado de avião de Tabriz, a cidade grande mais próxima do remoto local do acidente, para o aeroporto de Teerã antes de seguir para a cidade sagrada muçulmana xiita de Qom. De lá, ele retornará à capital para repousar na Grande Mesquita Mosalla de Teerã antes de ser transferido para sua cidade natal, Mashahd, no leste do país, para ser enterrado na quinta-feira.

Os enlutados carregavam cartazes com imagens de Raisi, do chanceler Hossein Amirabdollahian e de outras autoridades que também morreram no acidente.

A morte do presidente ocorreu em um momento de crise cada vez mais profunda entre a liderança clerical e a sociedade em relação a questões que vão desde o endurecimento dos controles sociais e políticos até as dificuldades econômicas.

Para restaurar a legitimidade prejudicada após uma baixa participação histórica de cerca de 41% na eleição parlamentar de março, os governantes do Irã precisam despertar o entusiasmo da população para garantir uma alta participação na eleição presidencial antecipada que será realizada em 28 de junho.

No entanto, os iranianos ainda têm lembranças dolorosas da agitação nacional provocada pela morte sob custódia de uma jovem iraniana-curda em 2022, que foi reprimida por uma violenta repressão estatal envolvendo detenções em massa e até mesmo execuções.

A raiva pública generalizada em relação à piora dos padrões de vida e à corrupção generalizada também pode manter muitos iranianos em casa.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.