Home Agronegócio Milho e soja atingem novas mínimas de 3 anos em Chicago com previsão de grande oferta

Milho e soja atingem novas mínimas de 3 anos em Chicago com previsão de grande oferta

Os estoques finais de soja devem subir 38%, para 435 milhões de bushels até o final do ano comercial de 2024/25

por Reuters
0 comentário

As previsões dos Estados Unidos de aumento dos estoques agrícolas norte-americanos levaram os futuros do milho e da soja a seus preços mais baixos em mais de três anos nesta quinta-feira, já que os traders continuaram preocupados com a demanda.

Os agentes do mercado estão avaliando as estimativas de oferta para o próximo ano-safra, depois que os agricultores dos EUA obtiveram uma safra recorde de milho em 2023.

Em seu fórum anual de perspectivas, o Departamento de Agricultura dos EUA previu que os estoques de milho dos EUA aumentariam 17% em relação ao final do ano comercial 2023/24, para 2,532 bilhões de bushels em 2024/25. Esse seria o maior volume desde 1987/88.

Os estoques finais de soja devem subir 38%, para 435 milhões de bushels até o final do ano comercial de 2024/25, o maior desde 2019/20, disse o USDA.

Os analistas haviam projetado os estoques de soja de 2024/25 em 411 milhões de bushels e os estoques de milho em 2,594 bilhões de bushels.

“O que se pode dizer quando se tem um carregamento de mais de 2,5 bilhões no milho e 435 milhões na soja? Na verdade, não há nada de altista para se apoiar”, disse Don Roose, presidente da corretora U.S. Commodities.

Os contratos futuros de soja mais ativos encerraram em queda de 8,25 centavos, a 11,6225 dólares por bushel na bolsa de Chicago, enquanto o milho fechou em queda de 6,50 centavos, a 4,1775 dólares por bushel. Ambos os mercados atingiram seus níveis mais baixos desde dezembro de 2020.

O trigo caiu 18,50 centavos, para 5,67 dólares por bushel, e atingiu o nível mais baixo desde 28 de novembro.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.