Home Economia e Política Militares da China se reuniram com oficiais navais de EUA e Rússia

Militares da China se reuniram com oficiais navais de EUA e Rússia

O comandante naval da China e o comissário político tiveram uma "profunda troca de visões" com o chefe da Frota do Pacífico dos EUA

por Reuters
0 comentário

 Autoridades militares da China realizaram reuniões separadas com homólogos navais dos Estados Unidos e da Rússia durante o 19ª Simpósio naval no Pacífico Ocidental em Qingdao nesta semana, disse um porta-voz do Ministério da Defesa chinês nesta quinta-feira.

O porta-voz Wu Qian disse em uma entrevista coletiva em Pequim que o comandante naval da China, almirante Hu Zhongming, e o comissário político Yuan Huazhi tiveram uma “profunda troca de visões” com o chefe da Frota do Pacífico dos EUA, almirante Stephen Koehler, e com o comandante naval da Rússia, almirante Alexander Moiseyev.

“A Marinha do PLA está disposta a trabalhar com todos os países para fortalecer ainda mais a comunicação, aumentar a confiança e desempenhar um papel positivo e construtivo na construção de uma comunidade marítima com um futuro compartilhado”, disse Wu.

A confirmação da reunião Hu-Koehler foi o mais recente sinal de que as ligações entre as Forças Armadas da China e dos EUA estão voltando ao normal após uma ruptura de comunicação desde que a então presidente da Câmara dos Deputados dos EUA Nancy Pelosi visitou Taiwan em agosto de 2022.

Wu não deu mais detalhes sobre a reunião de Hu com Koehler.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

Simpósio naval em Qingdao, na China
Simpósio naval em Qingdao, na China (Imagem: REUTERS/Florence Lo)

Encontros na China

Hu e Yuan também se reuniram com homólogos navais de França, Chile e Camboja como parte de um simpósio que também incluiu autoridades japonesas, indianas, britânicas e australianas em meio ao aumento das tensões regionais.

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, conversou por telefone com o ministro da Defesa da China, Dong Jun, na semana passada, no primeiro contato desse tipo em mais de um ano.

Autoridades de nível de trabalho de ambos os lados se reuniram no Havaí no início do mês, concentrando-se em como as duas Forças Armadas podem operar com segurança em meio a tensões crescentes sobre Taiwan e o disputado Mar do Sul da China.

Wu disse nesta quinta-feira que a ligação telefônica entre Austin e Dong “tem um significado positivo na manutenção da estabilidade geral dos laços militares bilaterais”.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.