Home Mercados Minério de ferro atinge mínima em 7 semanas

Minério de ferro atinge mínima em 7 semanas

O minério de ferro de referência para julho na Bolsa de Cingapura caiu 1,21%, para 106,35 dólares a tonelada

por Reuters
0 comentário

Os contratos futuros de minério de ferro ampliaram a queda para a quinta sessão consecutiva nesta quarta-feira, atingindo o menor valor em sete semanas, pressionados pela demanda vacilante de aço e pelas expectativas de maiores embarques para a China, principal consumidor de minério, em junho.

O contrato de setembro do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou as negociações do dia com recuo de 1,84%, a 825 iuanes (113,86 dólares) a tonelada, o menor valor desde 16 de abril.

O minério de ferro de referência para julho na Bolsa de Cingapura caiu 1,21%, para 106,35 dólares a tonelada, o menor valor desde 11 de abril.

“O foco voltou a se concentrar nos fundamentos fracos das expectativas de estímulo à recuperação da demanda; a oferta provavelmente se manterá alta em junho, enquanto há espaço limitado para a demanda”, disse Cheng Peng, analista da Sinosteel Futures, com sede em Pequim.

O consumo de ingredientes siderúrgicos diminuiu junto com a queda na produção de metais quentes, enquanto os estoques portuários continuaram a se acumular, colocando os preços do minério sob pressão de baixa, disseram os analistas da Huatai Futures em uma nota.

“Mas algumas usinas siderúrgicas podem voltar a estocar cargas para atender às necessidades de produção durante o próximo Festival do Barco do Dragão, após a queda persistente dos preços, o que pode limitar a baixa de preços”, acrescentou Cheng, da Sinosteel.

O mercado de futuros chinês estará fechado em 10 de junho para o feriado.

Outros ingredientes de fabricação de aço na bolsa de Dalian recuaram ainda mais, com o carvão metalúrgico e o coque caindo 0,96% e 0,97%, respectivamente.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.