Home Mercados Minério de ferro sobe 2,5% após dados econômicos da China

Minério de ferro sobe 2,5% após dados econômicos da China

O minério de ferro de referência de agosto na Bolsa de Cingapura subia quase 1,7%

por Reuters
3 min leitura

Os preços futuros do minério de ferro subiram nesta segunda-feira, atingindo os níveis mais altos em quase duas semanas, ajudados por dados de atividade fabril melhores do que o esperado na China, principal mercado consumidor de minério, e pela esperança de mais medidas de estímulo na segunda maior economia do mundo no final deste mês.

O contrato de setembro do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou as negociações do dia com alta de 2,5%, a 840 iuanes (115,58 dólares) a tonelada, o nível mais alto desde 18 de junho.

O minério de ferro de referência de agosto na Bolsa de Cingapura subia quase 1,7%, a 108,4 dólares a tonelada, o maior valor desde 20 de junho.

O índice dos gerentes de compras (PMI) do setor industrial da Caixin/S&P Global subiu para 51,8 em junho, de 51,7 no mês anterior, marcando o maior aumento desde maio de 2021 e superando as previsões dos analistas de 51,2.

O PMI oficial de manufatura ficou inalterado em relação a maio, em 49,5 em junho, mostraram dados no domingo, abaixo da marca de 50 que separa o crescimento da contração e em linha com a previsão mediana de 49,5 em uma pesquisa da Reuters.

A expectativa de que a produção de metais quentes tenha uma queda significativa recuou após os mais recentes estímulos imobiliários em Pequim, disseram os analistas da Jinrui Futures em uma nota.

A capital da China, Pequim, divulgou na semana passada medidas para reduzir o custo da compra de imóveis, cortando as taxas de juros das hipotecas e a taxa mínima de entrada.

Além disso, alguns investidores e traders estão com esperanças de que mais estímulos possam ser anunciados na tão adiada reunião terceira plenária, a ser realizada de 15 a 18 de julho.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.