Home Mercados Minério de ferro registra mínima de seis semanas

Minério de ferro registra mínima de seis semanas

O minério de ferro de referência para julho na Bolsa de Cingapura caiu 3,3%, para 111,35 dólares a tonelada

por Reuters
0 comentário

Os preços futuros do minério de ferro caíram para seus níveis mais baixos em mais de seis semanas nesta segunda-feira, com sinais de enfraquecimento da demanda de aço na China, principal mercado consumidor de minério, pesando amplamente sobre o sentimento.

O contrato de setembro do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou as negociações do dia com perda de 2,65%, a 843,5 iuanes (116,42 dólares) a tonelada, o menor valor desde 17 de abril.

O minério de ferro de referência para julho na Bolsa de Cingapura caiu 3,3%, para 111,35 dólares a tonelada, também o valor mais baixo desde 17 de abril. Os preços caíram mais de 4% na semana passada.

A pressão sobre os preços deve-se ao abrandamento sazonal da demanda de aço downstream, juntamente com o enfraquecimento dos fundamentos do principal ingrediente da fabricação de aço, disseram os analistas da Sinosteel Futures em nota.

A atividade industrial da China caiu inesperadamente em maio, segundo uma pesquisa oficial das fábricas na sexta-feira. No entanto, uma pesquisa do setor privado mostrou na segunda-feira que a atividade industrial cresceu no mês passado no ritmo mais rápido em cerca de dois anos.

O contraste apontou para um quadro misto do setor em expansão.

“A lógica de negociação do minério de ferro em junho será um jogo de dois fatores: uma política macroeconômica possivelmente melhorada elevará o valuation, enquanto o controle sobre a produção de aço bruto afetará o balanço patrimonial da siderurgia e pesará sobre o sentimento”, disseram analistas da Galaxy Futures em uma nota.

O Ministério das Finanças da China alocou 6,44 bilhões de iuanes para subsidiar trocas de automóveis em 2024, informou a televisão estatal na segunda-feira.

Outros ingredientes siderúrgicos em Dalian tiveram comportamento misto, com o carvão metalúrgico subindo 0,86% e o coque caindo 1,71%.

Os analistas da Jinrui Futures preveem que o consumo de aço bruto da China em 2024 cairá 1,3% em relação ao ano anterior.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.