Home Empresas Ministério do Interior alemão quer forçar operadoras de 5G a reduzir dependência da Huawei

Ministério do Interior alemão quer forçar operadoras de 5G a reduzir dependência da Huawei

O governo disse, em resposta a um inquérito parlamentar, que até o momento não havia proibido o uso de nenhum novo componente crítico chinês em redes 5G

por Reuters
3 min leitura

O Ministério do Interior da Alemanha está planejando forçar as operadoras de telecomunicações a reduzir o uso de equipamentos da Huawei e da ZTE em suas redes 5G, depois que uma análise destacou uma dependência excessiva de fornecedores chineses no país, disse uma autoridade do governo alemão.

O ministério elaborou uma abordagem escalonada para evitar muitas interrupções, já que as operadoras terão de remover todos os componentes essenciais dos fornecedores chineses em suas redes centrais 5G até 2026, disse.

As operadoras, como a Deutsche Telekom e a Vodafone, também devem reduzir a participação de componentes chineses em suas Redes de Acesso por Rádio e de transporte até 1º de outubro de 2026, para um máximo de 25%, disse o funcionário, que não quis ser identificado.

Atualmente, a Huawei responde por 59% das Redes de Acesso por Rádio 5G da Alemanha, de acordo com uma pesquisa da consultoria de telecomunicações Strand Consult.

Atualmente, a Huawei responde por 59% das Redes de Acesso por Rádio 5G da Alemanha (Imagem: Reprodução/Freepik/@rawpixel.com)
Atualmente, a Huawei responde por 59% das Redes de Acesso por Rádio 5G da Alemanha (Imagem: Reprodução/Freepik/@rawpixel.com)

Em regiões especialmente sensíveis, como a capital Berlim, onde fica o governo federal, a tecnologia chinesa não deve ser usada de forma alguma, disse a autoridade.

O Ministério do Interior quer apresentar sua abordagem ao gabinete a partir da próxima semana, mas poderá enfrentar resistência do Ministério de Assuntos Digitais devido a preocupações de que isso possa afetar o já lento progresso do país com a digitalização.

Na semana passada, o governo disse, em resposta a um inquérito parlamentar, que até o momento não havia proibido o uso de nenhum novo componente crítico chinês em redes 5G desde que uma lei de segurança de TI que permite que isso seja feito entrou em vigor em maio de 2021.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.