Home Economia e Política Ministro da Defesa pede nomes de militares que se reuniram com hacker

Ministro da Defesa pede nomes de militares que se reuniram com hacker

Jos√© M√ļcio afirmou ter determinado uma varredura nas c√Ęmeras de seguran√ßa do edif√≠cio-sede do Minist√©rio da Defesa, mas n√£o encontrou registros de entrada de Delgatti

por Agência Brasil
3 min leitura

O ministro da Defesa, Jos√© M√ļcio Monteiro, afirmou nesta quarta-feira (23), em Bras√≠lia, que enviou of√≠cio ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para pedir os nomes dos militares das For√ßas Armadas que teriam se reunido com o hacker Walter Delgatti Netto. A informa√ß√£o foi dada ap√≥s M√ļcio se reunir com o diretor-geral da Pol√≠cia Federal (PF), Andrei Rodrigues. ¬†

Segundo depoimento de Delgatti √† Comiss√£o¬†Parlamentar Mista de Inqu√©rito que investiga os atos antidemocr√°ticos de 8 de janeiro, o¬†encontro com os servidores da Defesa¬†tinha por objetivo a elabora√ß√£o de¬†relat√≥rio das For√ßas Armadas sobre seguran√ßa nas urnas eletr√īnicas e a obten√ß√£o de¬†informa√ß√Ķes sobre o c√≥digo-fonte do equipamento. A inten√ß√£o era usar o documento¬†para questionar a integridade do sistema brasileiro de vota√ß√£o. Aos parlamentares, o hacker disse¬†que orientou os militares respons√°veis por produzir o documento, entregue no dia 9 de novembro de 2022.

Segredo de Justiça

“Mandamos um of√≠cio [para a PF] na sexta-feira [18], ap√≥s as declara√ß√Ķes do Delgatti l√° na CPI. Ele [Andrei Rodrigues] nos respondeu ontem [22] que n√£o poderia fornecer nenhuma informa√ß√£o porque o processo est√° em segredo de Justi√ßa, e s√≥ quem poderia fornecer isso era o ministro Alexandre de Moraes. Imediatamente, n√≥s mandamos para o ministro Alexandre de Moraes o nosso pedido, anexamos a c√≥pia do of√≠cio que recebemos da Pol√≠cia Federal e estamos aguardando”, afirmou M√ļcio a jornalistas na sede da PF. Alexandre de Moraes √© o relator dos inqu√©ritos que investigam os¬†atos golpistas do dia 8 de janeiro, em Bras√≠lia.

Na CPMI, Delgatti Netto revelou que esteve cinco vezes no Minist√©rio da Defesa, entrou pela porta dos fundos do pr√©dio, e que se reuniu com o ent√£o ministro da Defesa, o general Paulo S√©rgio Nogueira de Oliveira, e com servidores ligados a √°rea de Tecnologia da Informa√ß√£o da pasta.

Ainda segundo Delgatti, como a an√°lise do chamado c√≥digo-fonte da urna eletr√īnica s√≥ poderia ser feita na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os t√©cnicos do Minist√©rio da Defesa repassavam a ele as informa√ß√Ķes colhidas no tribunal. Delgatti ainda assegurou que o relat√≥rio das For√ßas Armadas sobre o sistema eleitoral foi integralmente orientado por ele.

Investigação

Jos√© M√ļcio afirmou ter determinado uma varredura nas c√Ęmeras de seguran√ßa do edif√≠cio-sede do Minist√©rio da Defesa, mas n√£o encontrou registros de entrada de Delgatti Netto ou de reuni√Ķes dele com militares no pr√©dio. “Fizemos, n√£o existem imagem nas c√Ęmeras, porque elas t√™m um prazo de dura√ß√£o. N√£o existe nenhum registro, n√≥s n√£o temos ainda e tamb√©m n√£o queremos transformar todas as pessoas no Minist√©rio da Defesa em suspeitos”, disse o ministro, refor√ßando o interesse em abrir procedimentos de investiga√ß√£o internos apenas quando souber oficialmente quem seriam os militares envolvidos.

O ministro tamb√©m assegurou que o “ambiente nos quarteis √© de absoluta tranquilidade” e que as For√ßas Armadas t√™m consci√™ncia de que precisam colaborar com as investiga√ß√Ķes, e “separar o joio do trigo”. “√Č como num time de futebol, se tem um jogado indisciplinado, ele √© expulso e o time continua”.

M√ļcio afirmou ainda que a reuni√£o com Andrei Rodrigues foi para formalizar um convite ao diretor-geral da PF para participar do evento de celebra√ß√£o do Dia do Soldado, no pr√≥ximo dia 25 de agosto. “Para mim √© important√≠ssima a presen√ßa dele, eu fiz quest√£o de vir pessoalmente, poderia ter dado um telefonema, mas era t√£o importante para n√≥s a presen√ßa dele, do ministro [Fl√°vio] Dino e de todo o governo, para a gente mostrar √† sociedade que estamos todos de um lado s√≥”.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.