Home Agronegócio Moagem de cana e açúcar ficam quase estáveis na 1ª quinzena de maio, diz Unica

Moagem de cana e açúcar ficam quase estáveis na 1ª quinzena de maio, diz Unica

Em relatório, a Unica apontou que 27 unidades produtoras de cana reiniciaram as atividades na primeira quinzena de maio

por Reuters
0 comentário

A moagem de cana do centro-sul do Brasil atingiu 44,75 milhões de toneladas na primeira quinzena de maio, uma leve alta de 0,43% na comparação com o mesmo período do ano passado, informou a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) nesta sexta-feira.

Segundo a associação que representa as indústrias da principal região canavieira do país, a produção de açúcar também registrou pequeno aumento no período, de 0,97% na comparação anual, para 2,57 milhões de toneladas.

Já a produção de etanol do centro-sul somou 1,99 bilhão de litros na primeira metade de maio, alta de 2,14%, considerando também o produto fabricado a partir do milho, além da cana.

Do total processado de cana, 48,27% foi destinado para a produção de açúcar no período, ante 48,16% no mesmo período do ano passado, enquanto o restante foi para etanol.

Em relatório, a Unica apontou que 27 unidades produtoras de cana reiniciaram as atividades na primeira quinzena de maio, totalizando 246 unidades em operação no centro-sul, contra 244 observadas no mesmo período da safra 2023/24.

O diretor de Inteligência Setorial da Unica, Luciano Rodrigues, projetou que “ao final da segunda quinzena de maio, cerca de 250 empresas estarão em operação” na região.

Outras 16 devem iniciar a safra em junho, praticamente completando o ciclo de usinas entrando em operação na safra 2024/25, acrescentou o executivo.

Vendas de Etanol

As vendas de etanol pelas usinas continuou aquecida no início de maio, disse a Unica.

O volume comercializado pelo centro-sul totalizou 1,38 bilhão de litros, aumento de 22,37% em relação ao mesmo período da safra passada.

O volume comercializado de etanol anidro no período foi de 468,86 milhões de litros (-10,73%), enquanto o hidratado registrou venda de 909,89 milhões de litros (+51,26%).

No mercado doméstico, as vendas do hidratado subiram para 899,12 milhões de litros (+53,17% em relação ao ano passado), ao passo que as do anidro alcançaram 468,86 milhões de litros (-7,09%).

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.