Home Agronegócio Moagem de cana no Brasil na 1ª quinzena de março cresce ante o ano anterior, diz Unica

Moagem de cana no Brasil na 1ª quinzena de março cresce ante o ano anterior, diz Unica

As usinas produziram 64.000 toneladas de açúcar na primeira quinzena de março, 313% a mais do que em 2023

por Reuters
3 min leitura

O setor de cana-de-açúcar do Brasil registrou um volume de moagem muito maior na primeira quinzena de março do que o registrado no mesmo período do ano passado, já que mais usinas estão operando, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

As usinas do centro-sul, da principal região açucareira, processaram 2,22 milhões de toneladas de cana na primeira metade de março, 267% a mais do que no ano passado. A Unica disse que 40 usinas estavam operando durante esse período, em comparação com 23 em 2023.

Esse ainda é um volume de moagem pequeno quando comparado aos meses de pico de safra no meio do ano, mas demonstra que a cana está pronta para a temporada de açúcar 2024/25 do Brasil, que não começa oficialmente até abril.

As usinas produziram 64.000 toneladas de açúcar na primeira quinzena de março, 313% a mais do que em 2023. A produção de etanol foi de 367 milhões de litros, 38% maior.

O relatório mostrou um mercado de etanol ativo no Brasil, com vendas crescendo 51% em relação ao ano anterior, para 1,46 bilhão de litros na primeira metade do mês.

As vendas de etanol hidratado, que compete com a gasolina, aumentaram 84% em comparação com o ano passado, para 933 milhões de litros.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.