Home Meio Ambiente MPF: Ingestão de mercúrio em peixes no Acre estaria 31,5 vezes acima do indicado pela OMS

MPF: Ingestão de mercúrio em peixes no Acre estaria 31,5 vezes acima do indicado pela OMS

Contaminação pode causar doenças neurológicas, além de outras com sintomas gastrointestinais, renais, e até a morte

por MPF Notícias
0 comentário
Peixes 3

O Ministério Público Federal (MPF) enviou ofícios a órgãos e entidades pedindo informações e dados que possam contribuir no inquérito que investiga possível contaminação de rios e peixes pelo metal pesado mercúrio no estado do Acre e as potenciais consequências às comunidades indígenas, que sobrevivem desses rios.

Segundo o procurador da República Lucas Costa Almeida Dias, estudo elaborado por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), da Universidade Federal de Lavras (Ufla) e de outras entidades indicou que a ingestão de mercúrio em peixes no Acre estaria 31,5 vezes acima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), colocando em risco, sobretudo, os povos indígenas.

O consumo de peixes é tradicional e essencial para a sobrevivência da maioria da população indígena no Acre e essa contaminação pode causar doenças neurológicas, além de outras com sintomas gastrointestinais, renais, e até a morte.

Diante desses dados, foram enviados ofícios à Polícia Federal no Acre, à Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) – Coordenações Regionais Juruá e Alto Purus, Distrito Sanitário Especial Indígena Alto Rio Juruá e Alto Rio Purus, Secretaria de Estado da Saúde do Acre, WWF (Fundo Mundial para a Natureza) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para que enviem no prazo de 15 dias as informações de que tenham conhecimento sobre o assunto.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.