Home Economia e Política Nós e o Mundial de Futebol: A realidade no Brasil da Copa

Nós e o Mundial de Futebol: A realidade no Brasil da Copa

por Artur Salles Lisboa de Oliveira
0 comentário

Em Recife, um vaso sanitário arremessado por um “torcedor” leva outro a óbito. Somos o país da cordialidade.

Os aeroportos e obras de mobilidade completamente desorganizados, verdadeiros canteiros de obra em marcha acelerada para fazer dos improvisos algo minimamente aceitável na Copa. O Ministro dos Esportes, em declaração a uma emissora de alcance nacional, afirmou já ter visto coisa pior na França

A presidente da república enfrenta os dissabores da sua própria incompetência. Quanto mais os percentuais de intenção de voto da mandatária-mor caem, mais o mercado financeiro eleva o valor de mercado das empresas negociadas em bolsa. Um reajuste de 10,4% no bolsa-família foi a resposta.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está a poucos passos de ser “proibido” de divulgar dados reais desfavoráveis ao governo. Qualquer semelhança com o Ministry of Truth, de George Orwell, no livro “1984”, não é mera coincidência.

No Parlamento, a Casa Revisora, cujo presidente apresenta uma dedicação feroz aos interesses do Planalto enquanto o loteamento de cargos for assegurado pelo Executivo, parlamentares governistas encontram na fragilidade ética da oposição um meio eficiente de evitar a apuração de ilícitos. Quando a corrupção é enraizada e institucionalizada, se houve ou não roubo se torna um mero detalhe. O que importa é a capacidade política de evitar a punição mediante a ameaça e as negociatas.

O antecessor de Dilma Rousseff na presidência da república foi capaz de afirmar em entrevista a uma rádio portuguesa que o “Zé” (José Dirceu, o ex-capitão do time) é alguém distante do seu círculo de amizades. A política é a arte de dizer o que é conveniente em dado momento, sem necessidade alguma de estabelecer uma conexão com o passado.

Há menos de 30 dias do Mundial, as obras dos estádios acumulam algumas mortes de operários nas construções apressadas e superfaturadas. Assim como os milhares de pessoas que são assassinadas nas ruas do Brasil diariamente, operários mortos em grandes obras são apenas registros estatísticos. Como alguns dirigentes afirmaram, isso acontece em todas as construções.

Triste Brasil.

Foto “Brazilian goal”, Shutterstock.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.