A semana passou voando e a grande novidade que chacoalhou as estruturas (para o bem e para o mal) foi a chegada do Pokémon Go ao Brasil. Entre admiradores e críticos, só há um consenso: o game é um sucesso. Acompanhe as principais notícias da semana.

Pokémon Go chega ao Brasil

A espera pela captura de Pokémons no Brasil, finalmente, chegou ao fim. O aguardado game Pokémon Go começou a funcionar no Brasil na última quinta-feira (3). Os brasileiros podem baixar o aplicativo por meio das lojas App Store e Google Play. Quem já havia baixado o app – por meio de lojas de aplicativos não oficiais – também consegue caçar Pokémons. A Niantic confirmou oficialmente o lançamento no Brasil, por meio de uma postagem em sua página oficial no Facebook. Além do Brasil, o game chegou também aos outros países da América Latina.

O aplicativo gratuito utiliza recursos de realidade aumentada e geolocalização para criar uma camada do universo da franquia no mundo real. Isso faz com que o jogador vivencie uma espécie de “jornada Pokémon”. Assim, é necessário caminhar pela cidade à procura de monstrinhos que só são visíveis pela tela do celular.

Vendas de tablets despencam

As vendas de tablets atingiram seu ponto mais baixo em três anos no segundo trimestre de 2016. Os dados foram divulgados pela empresa de pesquisas Canalys.

No entanto, analistas da Canalys e da IDC veem um raio de esperança para os aparelhos. A demanda corporativa por tablets como o Surface Pro e o iPad Pro. E o recém-lançado Update de Aniversário do Windows 10, assim como o novo Android N, podem impulsionar as coisas nesta direção.

Ebook gratuito recomendado: O novo aposentado

A Canalys registrou 35 milhões de tablets despachados no segundo trimestre. Número 16% menor do que no mesmo período do ano passado. Já a IDC aponta vendas de 38,7 milhões de unidades, o que representaria um declínio de 12,3%.

A Apple ainda lidera o segmento com uma fatia de 28% do mercado, seguida pela Samsung com 16%, Lenovo com 7% e Huawei com 6%. 

99 Taxis lança serviço para concorrer com Uber e Cabify

A 99Taxis anunciou na última segunda-feira (1) que oferecerá, a partir de setembro, uma opção de serviço que vai competir diretamente com o Uber e Cabify em São Paulo. Esses dois aplicativos têm conquistado espaço na maior cidade do país.

A companhia brasileira, fundada em 2012, que por enquanto vinha se concentrando no mercado de taxistas, afirmou que terá até o começo do próximo mês 1.000 motoristas cadastrados para um serviço “chapa cinza” na capital paulista.

O termo refere-se à cor das placas de veículos guiados por motoristas particulares, que dirigem seus próprios carros ou de terceiros para atenderem corridas criadas por aplicativo de celular, semelhante aos serviços oferecidos pela empresa norte-americana Uber e pela espanhola Cabify.

 

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários