Olá amigos leitores! Mais uma coluna de tecnologia, mundo digital e empreendedorismo!

As coisas não estão indo muito bem para o Twitter. A rede social, em um esforço para reduzir custos, anunciou demissões. Acompanhe!

Twitter: demissões a caminho

O Twitter anunciou nesta semana que vai demitir 9% da sua força de trabalho, enquanto busca cortar custos.

Essa porcentagem representa cerca de 350 pessoas, sendo que a maioria das demissões será feita na divisão de vendas de publicidade da empresa.

A informação foi anunciada pelo Twitter nesta quinta-feira, (27/10), juntamente com o balanço financeiro da companhia.

O Twitter registrou receita de 616 milhões de dólares no trimestre encerrado em setembro, superando as expectativas dos analistas de mercado.

Estes previram algo entre 590 e 610 milhões de dólares, mas desacelerando em relação aos trimestres anteriores.

Aplicativo gratuito recomendado: Dinheirama Organizze, o controle de suas finanças na palma da mão

Caminhão autônomo do UBER faz primeira entrega

A primeira corrida do caminhão autônomo foi da cidade de Fort Collins até Colorado Springs, numa viagem de quase 200 quilômetros.

Um motorista estava atrás do volante e assumiu uma pequena parcela do trajeto: apenas nos trechos urbanos, onde há pedestres, sinais de parada, cruzamentos e outros cenários de imprevisibilidade.

Assim que o veículo chegou na estrada, o piloto automático tomou conta de tudo: mantendo uma distância segura e alternando de faixas só quando necessário.

O veículo é equipado com hardware e software avaliado em US$ 30 mil e que pode ser instalado em qualquer caminhão com transmissão automática.

As câmeras, radares e sensores LIDAR garantem autonomia nível 4, que dispensa o motorista na maior parte do tempo.

O Uber comprou a Otto no ano passado por US$ 680 milhões e afirma que pretende manter as operações das marcas independentes.

Pela primeira vez desde 2001 Apple registra queda de receita

A receita anual da fabricante norte-americana Apple caiu pela primeira vez desde 2001.

As informações vêm dos dados do balanço financeiro do ano fiscal de 2016, encerrado em setembro e divulgado no final da tarde da terça-feira, 25.

A receita da empresa caiu de US$ 233,7 bilhões, em 2015, para US$ 217 bilhões, em 2016, uma queda de 9%.

No quatro trimestre, a receita da empresa ficou em US$ 46,9 bilhões, queda de 9% no quarto trimestre do ano fiscal.

A empresa também registrou uma queda de 19% no lucro, que fechou o período em US$ 9 bilhões.

Trata-se do terceiro trimestre de quedas consecutivas em sua receita, resultado da desaceleração nas vendas globais de smartphones e, por consequência, da demanda por seu principal produto, o iPhone.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários