Amigo leitor, sábado chegou! E como já virou tradição, hoje é dia de nossa coluna especialmente dedicada aos fãs de empreendedorismo, mundo digital e tecnologia. Entre os destaques estão as novidades preparadas pelo aplicativo whatsapp, que durante essa semana teve o serviço bloqueado no Brasil. Acompanhe:

Dinneer: a plataforma de compartilhamento de jantares

A cada nova semana surgem serviços que representam uma mudança de conceitos e modos de consumo. Uma dessas empresas é a Dinneer prlataforma de compartilhamento de jantares. A empresa acaba de receber seu primeiro investimento.

A primeira empresa a investir no Dinneer é a BEATS Brasil, que atua no segmento de eventos corporativos desde 2010, com foco no mercado de tecnologia e mídia, apoiando desde 2013 importantes eventos do ecossistema de Startups no Brasil tais como a Conferência DEMO Brasil e Latam, Conferência Anjos do Brasil, entre outros. “A BEATS está disposta a contribuir de forma efetiva para desenvolver o mercado de investimento em negócios nascentes através do empreendedorismo e da inovação”, acredita o fundador da DealMatch, Pierre Schurmann.

Beatriz Trindade, sócia-fundadora da BEATS Brasil, afirma “escolhemos o Dinneer.com como primeiro investimento-anjo pelo potencial que o empreendedor possui para gestão do negócio, por ser um produto já validado em fase de tração, fazer parte da nova economia compartilhada que está em alta no mundo e por estar ligado diretamente com a minha área de conhecimento, podendo assim contribuir também com mentoria para crescimento do negócio”, afirma Beatriz

Promoção do Windows 10 vai acabar

Quem ainda não atualizou o PC para Windows 10 tem exatamente uma semana para fazer o upgrade de graça. A oferta da Microsoft acaba em 29 de julho e, depois dessa data, a nova versão do sistema operacional só poderá ser adquirida por meio de uma licença, que custa atualmente entre R$ 470 (versão Home) e R$ 810 (versão Pro).

Canal gratuito sobre educação financeira:  TV-Dinheirama, ajudando você a enriquecer

Facebook quer ser o snapchat

O Facebook ainda está tentando imitar Snapchat com um novo recurso. O “Quick Updates”, que está em fase de testes, permite que o usuário poste atualizações no Facebook que são apagadas 24 horas depois.

Essas atualizações serão organizadas em uma nova área da rede social e não aparecem no feed de notícias ou no perfil da pessoa.

O recurso permite compartilhar tanto coisas novas, como antigas, além de contar com filtros e a possibilidade de sobreposição de texto nas fotos – exatamente como o Snapchat. Além disso, é possível escolher quem pode ver essas atualizações rápidas.

É inegável que o Facebook tem feito várias tentativas de ficar mais parecido com o Snapchat. Recentemente testou um recurso de autodestruição de mensagens no Messenger e outro que permitia publicar atualizações que não aparecem na timeline.

Whatsapp busca melhoria no recurso de ligações

O WhatsApp prepara novidades que prometem aumentar a dor de cabeça das operadoras de telefonia. O aplicativo trabalha uma nova versão de testes que  traz aos usuários dois novos recursos: correio de voz e uma opção para retornar uma ligação perdida. As funcionalidades indicam que o aplicativo está trabalhando para substituir de maneira completa a principal função de um celular: fazer e receber ligações.

No correio de voz, o usuário pressiona o ícone do microfone e pode deixar uma mensagem, sem sair da tela de chamada, como se fosse uma caixa postal. O segundo recurso permite ligar de volta assim que possível.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários