Chegamos a mais uma de nossas colunas semanais sobre mundo digital, tecnologia e empreendedorismo.

Nosso destaque é a notícia de que Elon Musk perdeu mais de US$ 1 bilhão com queda das ações da Tesla

Elon Musk perde mais de US$ 1 bi em queda de ações da Tesla

As ações da montadora de carros elétricos Tesla despencaram na quinta-feira (4), após a empresa revelar uma queda de 31% no volume de entregas de veículos no primeiro trimestre deste ano. A companhia de Elon Musk disse em relatório, que entregou 63 mil carros no período – valor abaixo da expectativa, já que analistas esperavam 76 mil entregas.

O Model 3, carro mais barato da empresa, também teve queda na entrega abaixo do esperado: foram 50, 9 mil veículos entregues no primeiro semestre, enquanto a expectativa era de 52,4 mil.

A Tesla afirmou que o balanço do primeiro trimestre da empresa será “negativamente impactado” pela diminuição do número de entregas de veículos e também por uma série de ajustes de preço. A companhia já havia informado anteriormente que previa prejuízo no primeiro trimestre. Nos últimos dois balanços de 2018, a empresa teve lucro por conta do aumento de vendas do Model 3.

Para acalmar os investidores, a empresa reafirmou que a previsão para o ano todo de 2019 é de 360 mil a 400 mil entregas. No primeiro trimestre deste ano, a Tesla produziu 77,1 mil veículos, abaixo das 86,5 mil unidades do trimestre anterior.

A Tesla também destacou no relatório que cerca de 10,6 mil veículos estavam em trânsito, a caminho dos clientes – houve uma demanda forte pelos carros na China e na Europa no final do trimestre. A empresa disse que um dos problemas da entrega é a demanda em vários países, enquanto a Tesla tem apenas uma fábrica em São Francisco, nos Estados Unidos – está nos planos da companhia construir uma fábrica em Xangai, na China.

“A Tesla continua a lutar como uma ‘empresa de carros reais’, com a demanda em colapso dos Modelos S e X, além de versões mais caras do Modelo 3”, disse Jeff Osborn, analista da Cowen, em nota.

Amazon planeja lançar satélites para oferecer internet a população sem acesso

A Amazon planeja lançar uma rede de mais de 3.000 satélites através da nova iniciativa “Projeto Kuiper”, uma tentativa da gigante do comércio eletrônico de fornecer acesso à internet. É o que dão conta vários registros feitos com a União Internacional de Telecomunicações no mês passado.

O projeto de longo prazo atenderá a pessoas que não têm acesso básico à internet de banda larga em todo o mundo, disse à Amazon em comunicado na quinta-feira (04).

O Projeto Kuiper lançará uma rede de satélites de órbita baixa terrestre que fornecerão conectividade de banda larga de baixa latência e alta velocidade, acrescentou a empresa.

Os planos da Amazon vêm no momento em que o presidente-executivo, Jeff Bezos, está correndo para fazer sua empresa espacial, a Blue Origin, deixar o modo de startup ante a rival SpaceX, do bilionário fundador da montadora de carros elétricos Tesla, Elon Musk.

Com divórcio, ex-esposa de Bezos se torna quarta mulher mais rica do mundo

O divórcio da escritora MacKenzie Bezos e do fundador e presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos, está resolvido: temos a quarta mulher mais rica do mundo. MacKenzie sairá do divórcio com US$ 35,6 bilhões, o correspondente a 4% das ações da Amazon. Ela publicou um tuíte na quinta-feira (4), dizendo que ficará com 25% das ações do casal.

O controle da Amazon, entretanto, continua concentrado nas mãos de Jeff Bezos. O executivo ficará com 75% das ações do casal e também com o poder de voto das ações que restaram à MacKenzie Bezos.

A escritora disse no post que também deixará com Bezos sua parte do jornal Washington Post e da companhia espacial Blue Origin. Antes do divórcio, o casal tinha 16% das ações da Amazon, o que vale US$ 140 bilhões. Como eles se casaram antes da fundação da Amazon, as ações eram consideradas uma propriedade conjunta.

No tuíte, MacKenzie diz estar “feliz” por deixar Bezos com 75% das ações do casal. Mesmo perdendo 25% das ações, o presidente executivo da Amazon continua sendo o homem mais rico do mundo.

“Estou animada com os meus próprios planos. Sou grata pelo passado e ansiosa pelo que está por vir”, disse MacKenzie na rede social. Bezos também comentou o fim do divórcio: “Sou grato pelo apoio dela e por sua gentileza nesse processo e espero pela nossa nova relação como amigos e pais”.

Desde o anúncio do divórcio, em janeiro deste ano, a questão sobre o patrimônio estava em aberto. À época, os dois fizeram uma declaração genérica no Twitter: “Queremos seguir em frente como amigos, pais, parceiros em negócios e projetos”.

Como os dois tinham a propriedade conjunta, a expectativa era de que MacKenzie saísse com metade das ações do casal – se isso acontecesse, ela seria a mulher mais rica do mundo.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários