Home Empresas Nike cortará cerca de 2% da força de trabalho para reduzir custos diante de menor demanda

Nike cortará cerca de 2% da força de trabalho para reduzir custos diante de menor demanda

A Nike também tem perdido espaço nas prateleiras do varejo para marcas mais novas, como Hoka, da Decker Outdoors, e On Holding

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Reprodução/REUTERS/Florença Lo/Arquivo)

A Nike cortará cerca de 2% de sua força de trabalho total, ou mais de 1.600 empregos, disse a gigante do vestuário esportivo na noite de quinta-feira, visando reduzir despesas à medida que a demanda por seus calçados fica sob pressão.

Aluguéis e juros mais elevados têm levado à redução dos gastos de consumidores com produtos de alto preço, fazendo com que empresas de roupas esportivas como a Nike e a Adidas alertem sobre uma diminuição de encomendas por varejistas por meio de canais de atacado.

Em dezembro, a Nike delineou um plano de economia de 2 bilhões de dólares ao longo dos próximos três anos, que incluía o aperto na oferta de alguns produtos e a redução de camadas de gestão.

As reduções de custos incluiriam cerca de 400 milhões a 450 milhões de dólares com custos de rescisão de trabalhadores no terceiro trimestre, disse a empresa. A Nike tinha cerca de 83.700 funcionários até 31 de maio de 2023.

Os cortes de pessoal mostram uma Nike antecipando o receio de que a demanda “possa enfraquecer ainda mais”, disse o diretor-gerente da GlobalData, Neil Saunders.

As ações da Nike subiam cerca de 9% nas negociações pós-mercado (Imagem: Reprodução/REUTERS/Brian Snyder/File Photo)
(Imagem: Reprodução/REUTERS/Brian Snyder/File Photo)

A Nike também tem perdido espaço nas prateleiras do varejo para marcas mais novas, como Hoka, da Decker Outdoors, e On Holding.

“A Nike também quer investir mais em áreas como a de corrida, para poder ganhar participação de mercado. Para isso, ela precisa equilibrar as despesas adicionais com algumas reduções em outros locais”, disse Saunders.

O Wall Street Journal, que divulgou primeiro a notícia, disse que os cortes devem começar nesta sexta-feira e uma segunda fase será concluída até o final deste trimestre.

Não se espera que as demissões em massa afetem funcionários de lojas e centros de distribuição ou da equipe de inovação, segundo a reportagem.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.