Home Agronegócio Novas chuvas para safra de soja argentina trazem preocupações, diz bolsa

Novas chuvas para safra de soja argentina trazem preocupações, diz bolsa

Na quinta-feira, antes do início das chuvas, os agricultores tinham colhido 10,6% da área plantada com soja em todo o país

por Reuters
0 comentário

A passagem de uma prolongada frente de chuvas na principal região agrícola da Argentina aumentou os temores de perdas de produção na soja 2023/24 devido a atrasos na colheita, disse o chefe de estimativas agrícolas da Bolsa de Comércio de Rosário (BCR) nesta segunda-feira.

As chuvas, que começaram na sexta-feira e continuaram na segunda-feira, atingiram ao menos 70 milímetros na maioria das localidades do coração agrícola argentino, com picos de 140 milímetros em algumas partes, de acordo com a BCR.

Essas chuvas se somam aos 200 a 400 milímetros de água que caíram no mês passado, dificultando a entrada de máquinas de colheita em muitos campos, com o risco, com o passar do tempo, de perdas devido a doenças.

“Está começando a haver muita preocupação com a colheita da soja porque há muitas áreas que não terminaram de secar. É muita água”, disse Cristian Russo, chefe de estimativas agrícolas da Bolsa de Comércio de Rosário, à Reuters.

“Tudo dependerá da passagem desse fenômeno e de termos condições de secagem rápida. Já estávamos tendo problemas com as estradas rurais”, disse o especialista da BCR, que na semana passada reduziu sua estimativa de safra de soja para 51 milhões de toneladas por causa de uma onda de calor durante o verão do sul.

De acordo com o Serviço Meteorológico Nacional (SMN), as chuvas na região dos Pampas terminarão a partir de terça-feira e serão seguidas por cinco dias de condições secas, ensolaradas a parcialmente nubladas.

(Imagem: Pixabay/6734180)

Na quinta-feira, antes do início das chuvas, os agricultores tinham colhido 10,6% da área plantada com soja em todo o país, de acordo com a Bolsa de Cereais de Buenos Aires.

Água para o Trigo 24/25

No entanto, o que é uma má notícia para o final da safra 2023/24 é favorável para o ciclo 2024/25. A Argentina começará no próximo mês com a semeadura do trigo.

A água que atingiu a região nas últimas semanas está deixando reservas de umidade no solo muito adequadas para o início do plantio de grãos e até favoráveis para a semeadura de soja e milho para a próxima temporada, que só começará em setembro, disse Russo.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.