real-postNo primeiro dia de vigência da Resolução Nº 4.196 do Banco Central, os 8 maiores bancos do país foram consultados sobre os preços dos novos pacotes que foram estabelecidos pelo BC.

Segundo a PROTESTE, “os três novos pacotes padronizados de serviços básicos oferecidos pelos bancos não são boa opção para o bolso do consumidor. Sai mais em conta optar pelos serviços avulsos do que contratar um pacote padronizado ao abrir uma conta corrente”.

Pelas normas da resolução, o valor do pacote não pode ultrapassar a soma dos valores dos serviços avulsos, mas os bancos não levam em conta os serviços básicos que o cliente já tem por direito na hora de somar o valor das tarifas individuais. Ou seja, os bancos passam a sensação de que o pacote é muito mais barato do que contratar os serviços avulsos.

Ainda de acordo com a PROTESTE, outro fator que pode levar o consumidor ao erro é que há dois serviços (extratos e transferências entre contas da mesma instituição) que em geral são gratuitos quando realizados pela internet, porém existe tarifa avulsa para o uso destes quando não for através da internet, o que induz o consumidor a pagar mais.

De acordo com o PROTESTE, apenas o HSBC não informou em sua tabela de tarifas os novos pacotes padronizados. O Citibank informou, porém a vigência da tabela de tarifas é somente partir do dia 1º de Agosto.

Veja a tabela abaixo e faça as comparações:

tabela-preco

Para conhecer melhor os detalhes da resolução do Banco Central e como funcionam os pacotes padronizados, leia o artigo “Novas tarifas para pacotes bancários já estão valendo”.

Fonte: Proteste | Imagem: r7.com

Igor Oliveira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários